Este assunto foi levantado em nosso Umbral no Telegram¹. Alguns sugeriram vários tipos de amuletos, patuás e afins para se manter protegido e até mesmo perguntaram se poderiam se utilizar dos fios de conta das entidades espirituais no dia-a-dia ou quando fossem em um lugar específico.

Eu também já tive essa dúvida e meu bom caboclo Rompe-Mato já havia me instruído como “consagrar” guias de proteção para uso pessoal.  Aqui vou passar uma “fórmula” de como fazer sua guia de proteção, lembrando que a mesma é para uso exclusivo e não pode ser feita para terceiros, salvo se for uma criança ou um familiar que não sabe como fazer ou não tem como fazer.

Não se utilize dessa liberdade aqui dada para fazer uma guia de trabalho, pois não é o intuito. As guias de trabalho devem ser feitas conforme a instrução de cada guia pessoal. Vamos lá aprender?

Primeiramente para que serve uma guia de proteção?

Uma guia de proteção serve como um escudo energético contra energias negativas emanadas para você. Desta forma seria como um para-raios que impede que as energias de outras pessoas ou de ambientes carregados possam ser absorvidas por você e por sua sensibilidade mediúnica.

A guia pode romper?

Pode e quando isso acontecer despache a mesma em lixo comum e refaça a mesma com outro fio de conta.

Eu tenho que criar a guia ou posso comprar uma pronta?

Você pode comprar uma pronta, não há qualquer necessidade de você criar miçanga por miçanga. Eu costumo usar aquelas guias fininhas de miçanguinha, pois elas podem ficar embaixo da camisa, escondida.

Então a guia não precisa ficar a mostra?

Diria até que não se deve deixá-la a mostra.

Tem alguma atividade que não deve ser feita usando a guia?

A única que é definitivamente proibida é fazer sexo com a guia, devido a troca de energias que há nesse momento. Segundo o Rompe-Mato isso faz com que a eficiência da guia se perca e você teria que reconsagrá-la. Todas as demais atividades são permitidas.

Preciso fazer limpeza da guia periodicamente?

Não é necessário, mas se você sentir no seu íntimo que deve fazer, basta lavar com um pouco de perfume de alfazema.

COMO CONSAGRAR SUA GUIA DE PROTEÇÃO

Você irá precisar de:

  • 1 guia de miçanguinha vermelha
  • Arruda fresca
  • Manjericão fresco
  • Alecrim fresco
  • Perfume de Alfazema
  • Sal grosso
  • 1 Vela Palito Vermelha

Como fazer:

Em uma bacia de ágata ou outro recipiente qualquer coloque as ervas ao fundo e preencha com água em temperatura ambiente.

Na torneira, lave a guia de miçanguinhas esfregando o sal grosso nela, depois retire o excesso de sal abrindo novamente a torneira e perfume a guia de miçanguinhas com o perfume de alfazema.

Deposite a guia dentro da água, afim de que ela fique repousando por sobre as ervas, como na figura abaixo (porém a figura é de uma consagração de guia de Oxalá maior):

Parecido com isso, porém com a guia de miçanguinhas vermelha.

Acenda a vela vermelha ao lado do recipiente e conjure:

“Com o poder de Deus evocado peço as forças de meu pai São Jorge (ou Ogum) que possa abençoar e cruzar essa guia, para que ela tenha a finalidade de me proteger contra toda praga, maldição, mau olhado e toda sorte de energia negativa que possa ser enviada contra mim. Que eu não absorva nada de ruim, que não seja meu, e que esteja sempre com o escudo de São Jorge (ou Ogum) a minha frente para me proteger”.

Reze um Pai Nosso e uma Ave Maria, enquanto cruza (fazer o sinal da cruz) por cima do recipiente que contém a guia. Deixe a vela queimar totalmente, retire a guia do recipiente depois de 12 horas e então deixe secar naturalmente.

Após isso pode ser usada normalmente.


¹ Umbral é o grupo exclusivo para os apoiadores do podcast Papo na Encruza. Para fazer parte do grupo, basta nos apoiar no catarse.me/paponaencruza.

Guia, Fio de Conta, Colar são sinônimos.