Nessa vida de terreiro se vê de tudo, desde casos clássicos de obsessão espiritual até muitas vezes afetações de adolescentes ou pessoas mais solitárias procurando o par ideal, como se a Umbanda fosse um balcão de informação ou cadastro de currículos amorosos. Infelizmente isso é devido à inúmera propaganda negativa causada pelos descontentes com as regras morais tão bem expostas no evangelho de Cristo e em outras obras de igual teor, seja de que origem for, como os tais pais e mães de poste.

Quando você vai até um atendimento sério espiritual, ouça atentamente tudo o que o guia tem a falar, depois raciocine sobre isso e absorva os ensinamentos. Se tiver que mudar algumas atitudes, mude! É isso que está causando o sofrimento ou descontentamento na sua vida.

O plano material é um local onde aprendemos muito, estamos aqui simplesmente pelo aprendizado, pela experiência, pela dificuldade em passar por certas situações. Se o plano espiritual nos deu uma ferramenta tão fascinante como essa que é a conversa com guias espirituais, que conseguem enxergar um panorama mais abrangente é porque devemos aproveitar para o nosso aprimoramento.

Então quando um guia disser faça algo e isso passar pela sua razão e seu discernimento, então faça mesmo. Não espere que o guia faça algo por você se nem você mesmo está fazendo algo por você.