Os Vampiros Emocionais: 6 personalidades que sugam o seu bem-estar emocional

tumblr_inline_n8iydamn371r1aqjj[1]Algumas pessoas são capazes de esgotar suas reservas de otimismo e boas vibrações.
Você já deve ser se encontrado com algumas pessoas que transmitem bons valores e atitudes positivas. Normalmente, tendemos a querer ser amigos e estar em torno de tais pessoas, por razões óbvias.

No entanto, existe um outro tipo de indivíduos que tendem a enfraquecer o nosso estado emocional. As razões pelas quais os vampiros emocionais emanam sentimentos ruins nos outros são variados: pessimismo, egoísmo, narcisismo, imaturidade, falta de empatia …

Curta também nossa FANPAGE no Facebook e fique sempre atualizado(a) sobre as novidades e novos artigos como esse.

Os ”vampiros emocionais”: pessoas que criam confusão por onde passam. Hoje vamos aprofundar a personalidade desses vampiros emocionais; indivíduos que, inconscientemente ou não, têm a capacidade de roubar a energia e a alegria das pessoas ao seu redor, criando uma aura de negatividade.

O principal problema que os vampiros emocionais causam não é apenas a atmosfera nublada da sua presença, mas como interagimos com eles diariamente, isso acaba gerando altos níveis de estresse e fadiga emocional.

Devemos considerar que o estado emocional das pessoas ao nosso redor, eventualmente, nos afeta: as emoções são contagiosas, tanto para o bem quanto para o mal. E quando as emoções negativas se mantém por um bom tempo, os problemas psicológicos (e até algumas doenças) podem começar a aparecer.

É por esta razão que, se não tivermos outra escolha a não ser conviver com um vampiro emocional, precisamos aprender a identificar as suas características distintivas e saber lidar com as suas más vibrações.

Seis personalidades típicas de vampiros emocionais

Indivíduos que se alimentam da energia emocional dos outros são susceptíveis a manipular emocionalmente suas ‘vítimas’ para atingir seus objetivos. Muitas vezes eles se aproximam das pessoas ao seu redor para externar a sua negatividade e se aproveitar do poder do seu interlocutor.

Além disso, uma vez que descarregam seus pensamentos e emoções negativas, eles deixam a cena e se preparam para encontrar outra pessoa para descarregar o seu desconforto.

Empatia zero

Vampiros emocionais se caracterizam por ter muito pouca empatia. Se mostram claramente egoístas ao usar a presença de outra pessoa para esvaziar toda a sua negatividade acumulada, não se importando que isso possa gerar desconforto e angústia  para o seu interlocutor. Eles não se colocam no lugar do outro.

Embora tenham certos aspectos em comum, vampiros emocionais podem assumir várias formas. É por isso que segmentamos um total de sete personalidades típicas de pessoas que roubam o seu otimismo.

1. Personalidade exigente

Não só se encarrega de apontar suas falhas como também contraria tudo o que você faz ou diz. O seu objectivo principal é fazer você se sentir inferior a ele. Você está sempre errado e ele sabe a verdade de tudo. Além disso, se você questionar a sua atitude, o normal é que ele se justifique dizendo que “só quer o melhor para você.”

Se você ficar perto dessa pessoa por algumas horas vai notar que muito do que ela diz são críticas e mais críticas. Nada parece certo, desde coisas banais como o último filme que você viu ou a série de televisão que está na moda, até as suas idéias, seus gostos ou o seu comportamento.

Este tipo de vampiro emocional é tão intransigente que acaba sendo irritante e pode levá-lo a um estado emocional terrível. Tenha cuidado para não se infectar e começar a criticá-lo também!

2. Personalidade pessimista

O vampiro emocional também pode assumir a forma de pessimista inveterado. Sempre vê a vida com o copo meio vazio, tudo parece negativo e você vai sofrer horrores para convencê-lo de que está sendo pessimista demais … porque ele sempre prepara um contra-argumento que “prova” que a existência não vale a pena.

Se você conviver com este tipo de pessoa, pode acontecer de você acabar se convencendo de que a sua visão das coisas estava errada e se tornar também uma pessoa pessimista, negativa e sem esperança de melhoras.

3. Personalidade catastrófica

Os vampiros emocionais também podem ser alarmantes. Esta personalidade leva o pessimismo ao extremo, para eles qualquer fato ou situação leva a uma escala apocalíptica.

Seus tópicos de conversação favoritos se referem a catástrofes e matanças que ouviram nos programas de notícias ou mesmo desastres que não ocorreram, mas que na sua opinião, acreditam que poderiam acontecer.

Este tipo de vampiro emocional acredita firmemente que a vida se resume a enfrentar uma longa lista de perigos iminentes e infortúnios. Se você tiver a infelicidade de conviver com alguém assim, vai logo perceber que se sente exausto com frequência e, na pior das hipóteses, pode começar a incorporar algumas de suas paranóias.

4. Personalidade vitimista

É aquela típica pessoa que não para de reclamar sobre tudo o que acontece. Indiferente se as coisas estão indo bem ou mal, ela sempre encontra razões para se queixar e se fazer de vítima.

Em uma pessoa vitimista é muito difícil de encontrar apoio emocional, pois ela sempre vai acreditar que seus problemas são muito mais importantes do que os seus. É provável que você note que o vitimista quer que você faça um download de todos os seus problemas quando ele fala, mas raramente se mostra aberto para ouvir e oferecer apoio quando é você quem precisa falar dos seus problemas pela ele.

5. personalidade agressiva

São pessoas que reagem violentamente sem motivo. Se você dizer ou fazer algo que não lhes parece bom como, por exemplo, um gesto mal interpretado ou por um comentário fora de contexto, isso poderia ser o suficiente para acender a sua fúria.

Suas reações são desproporcionais, de modo que pode ser um problema grave se você não tiver cuidado com o que faz ou diz. É claro que conviver com uma pessoa que o obriga a calcular milimetricamente tudo o que você faz ou diz não é positivo para a sua saúde mental. E, escusado será dizer, que você vai se sentir esgotado após dez minutos de conversa com o vampiro emocional agressivo.

6. Personalidade sarcástica

Esta é a personalidade de um vampiro emocional especialmente irritante. A pessoa sarcástica adora jogar ironias sobre você, dardos envenenados, e ao mesmo tempo se proteger atrás da leveza de uma “simples brincadeira.” Assim, ninguém pode culpá-lo por ser rude, porque “era apenas uma piada”.

Embora, às vezes, as suas observações possam ser engraçadas e espirituosas, a verdade é que muitas vezes excedem os limites do respeito e são cruéis para outras pessoas. Se você estiver muito exposto a uma pessoa que faz comentários sarcásticos e cortantes sobre você, isso pode acabar com a sua auto-estima. Além disso, é cansativo. É como um soldado isolado em território inimigo: você só pode rezar para que as bombas não caiam sobre você.

Como são vampiros emocionais comportam?

Vampiros emocionais se aproveitam de dois elementos para começarem a roubar a energia emocional daqueles que os rodeiam: Tempo e proximidade. É preciso que consigam ​​definir certos laços emocionais e de amizade com a outra pessoa. A partir daí, basta tirar proveito de suas fraquezas.

Por isso é muito difícil manter um bom estado emocional se o vampiro emocional é uma pessoa que faz parte do nosso círculo interno: família, amigos ou cônjuge. Quando mais próxima for a relação, mais ela vai lhe causar efeitos nocivos.

O vampiro emocional sabe como escapar

Normalmente, o vampiro emocional tenta humilhar ou desqualificar os outros, mas muitas vezes se escondem atrás de justificativas e pretextos para demonstrar o seu ponto de vista e ”provar” para os outros como é bom.

Alguns vampiros podem não estar cientes de que estão roubando a sua energia emocional

No entanto, é claro que podem haver casos em que a personalidade do vampiro emocional não é experimentada conscientemente. Alguns vampiros emocionais não são capazes de perceber que se comportam assim, e não estão cientes dos efeitos negativos de suas ações sobre as pessoas ao seu redor.

As causas do comportamento vampírico

Às vezes não percebem que o seu comportamento pode ser causado por situações ou eventos traumáticos que viveu anos atrás (ou talvez também por imitar comportamentos e atitudes  disfuncionais que viu em seus pais), e o produto disso é que suas relações com outras pessoas é influenciada por esses mecanismos de defesa que foram adquiridos e consolidados como parte de sua personalidade.

Cabe a você avaliar se o vampiro emocional merece uma segunda chance

Naturalmente, o fato de que alguns vampiros emocionais não estarem completamente cientes de que estão sugando o seu bem-estar emocional não é desculpa para irrelevar o dano que causam em você.

É uma questão de detectar o problema cedo e tomar as medidas adequadas e justas: em alguns casos, uma conversa sincera pode surtir efeito e consertar a situação. Em outros casos, a melhor solução é se distanciar deles.

Fonte: psicologiaymente traduzido e adaptado por Psiconlinews

Terapeuta Natural (Naturopata) e futuro Acupunturista, Idealizador do blog Perdido em Pensamentos e pretenso escritor. Geminiano com ascendente em Leão e lua em Touro, acredita que toda forma de estudo é importante. Médium umbandista e eterno questionador, tem interesses em temas como: Espiritualidade, Espiritismo, Umbanda, Magia e Terapias Naturais. É apaixonado pela cidade de São Paulo, onde tudo é possível. Colecionador de livros, principalmente sobre Umbanda (quanto mais antigo melhor).

Douglas Rainho

Terapeuta Natural (Naturopata) e futuro Acupunturista, Idealizador do blog Perdido em Pensamentos e pretenso escritor. Geminiano com ascendente em Leão e lua em Touro, acredita que toda forma de estudo é importante. Médium umbandista e eterno questionador, tem interesses em temas como: Espiritualidade, Espiritismo, Umbanda, Magia e Terapias Naturais. É apaixonado pela cidade de São Paulo, onde tudo é possível. Colecionador de livros, principalmente sobre Umbanda (quanto mais antigo melhor).

Você pode gostar...

  • Sueli Mello campos

    Muito bom! Estes vampiros estão mais presentes em nossas vidas do que imaginamos!! Infelizmente!!!

  • É fácil vermos essas característicos nos outros… Já em nós…

  • TENHO DOIS EM MINHA VIDA O EXIGENTE E O PESSIMISTA. O QUE FAZER?

    • A resposta é reforma íntima, nós temos que mudar a nossa visão de mundo para impedir que outros nos prejudiquem.

  • Magy Purcino

    Pois é, eu tenho um com duas características exigente e agressiva, e só agora lendo este Blog é que descobrir que vivo com um vampiro emocional há mais de 30 anos e agora o que fazer?

    • Olá Magy,

      Quando se tratam de abusos emocionais, muito se dá pela nossa postura. Para encontrar melhor forma de encarar a vida sempre recomendamos auxílio terapeutico especializado, através de psicoterapias e similares e também o trabalho conjuntamente com a reforma íntima.

  • O nome disso é depressão, e é precisso tratamento psicológico, não julgamentos.

  • Lucas

    São parecidos aos manipuladores sentimentais, conquistadores baratos cujo objetivo é conquistar a confiança e a atração do outro com intuito principalmente de satisfação emocional e sexual. Começam por exibição, depois se fazem de vítimas e tocam fundo no lado maternalista ou paternalista da vítima, falando e prometendo coisas, sabedores de que jamais cumprirão, pois o que almejam mesmo é tirar proveito.

  • Tatiane

    Inacreditavel…..como vivo entre um monte deles e nunca percebi….tai as minhas dores de cabeca se causa!!-

  • Como dito em um dos comentários, ninguém reconhece essas características em si. Na verdade, praticamente todas as pessoas apresentam características de uma ou outra personalidade citada, ou de mais de uma, não dá pra colocar algo fluído e complexo como a psiquê em uma moldura. Entendo que essas definições são para fins clínicos e didáticos, mas geram interpretações erradas, julgamentos e muito preconceito, Sem contar a questão da afinidade. Se tem alguém exigente, ou sarcástico, ou pessimista, que não se afasta de você, talvez seja porquê você atraia esse tipo de personalidade. Não há maniqueísmo nessa questão.

  • Raquel Gomes

    O certo é não deixar esse tipo de pessoa ao seu redor, afetando o seu bem estar. Mas o que complica é quando você tem que conviver obrigatoriamente, tem que achar uma solução pra isso não te enlouquecer.

  • É difícil alguém se ver como um “vampiro”, entretanto o simples de se afastar da pessoa não é solução, é apenas jogar pra debaixo do tapete, uma atitude assim pode pode potencializar o lado negativo da outra pessoa, a melhor forma é tentar ajudar, apresentando os defeitos da pessoa e como essas atitudes podem prejudicar a ele e a outras pessoas. Além do mais, caso haja uma interpretação errada de um “vampiro emocional”, o afastamento pode ser o trauma que precisava para que o indivíduo se torne um.

  • Carlos Manoel

    Viver é não ter a vergonha de ser feliz, e cantar como um eterno aprendiz! Gonzaguinha! ?

  • Lari

    E quando o vampiro tem as seis personalidades ao mesmo tempo? 🙁

  • Leonardo

    O problema maior é quando essas personalidades são somadas. Minha avó, que mora conosco possui 5 das 6 personalidades, e é praticamente impossível conviver com ela. Já foram dadas milhares de “novas chances”, mas nenhuma conversa surte efeito, ela se nega a entender e rejeita qualquer mudança.

    • Leonardo, as mudanças sempre são de dentro para fora. Muitas vezes nos apegamos demais com os pormenores dos outros que não percebemos que isso está dentro de nós mesmos, acabando por projetar em outras pessoas aquilo que repudiamos ou não aceitamos. Sua avó, devido a idade, já tem certas limitações em mudar, porém todos ao redor dela ainda podem mudar a forma de enxergar as atitudes dela. Abraço.

  • Muito bom o texto, serve também para analisarmos nossos comportamentos e para percebermos, antes de julgar os outros, se somos vampiros emocionais e quais os males que estamos causando aos nossos familiares, amigos, empregados, entre tantas outras pessoas as quais convivemos em nosso dia a dia. E com isso, buscar mudar nosso comportamento, ou pelo menos amenizá-los! O nosso mal é que sempre atiramos pedra no outro, mas nunca analisamos qual comportamento nosso que causou tal reação! É sempre bom pensar antes!

  • Atualmente isso se intensificou, comprei uma pulseira com olho grego, para me ajudar.
    O que voce acha?

    • Todo amuleto tem a força que seu usuário concede. Se você acredita que ele te protegerá, assim ocorrerá. Se você não acreditar, ele não terá efeito algum.

  • PATRICIA DE CAMPOS

    Isso é o que pode ser chamado de conexão astral … fizemos semana antes um programa com o mesmo tema inclusive usamos a mesma imagem kkkk) … para ver acesse …
    http://lajackie.com.br/2014/?p=3901 …isso é incrivel.

  • NAIRA LOPES

    TRSTE FATO ESSE TEXTO. É PESSIMO VIVER ASSIM. SINTO ESSAS ENERGIAS EM ALGUMAS PESSOAS PRÓXIMAS E ESTOU SEMPRE LUTANDO PARA NÃO CAIR EMOCIONALMENTE.

  • Anônimo

    Já tive uma terapeuta assim…..

  • Lia

    Acho que o pior vampiro emocional é aquele que sente vontade e faz de tudo para se enfiar na vida e na casa alheia, mesmo sabendo que não é bem-vindo/a, pois já levou vários passa-fora. Se vale da irremediável condição de ”parente” para impor sua presença a todo mundo, como se fosse muito desejada e sabe que no fundo não é, por isso fica insistindo em marcar presença, parece só carência afetiva no começo, mas com o tempo a gente percebe que a pessoa só quer é despejar sua vida de lixo emocional nos outros, forçando uma solidariedade que as pessoas não querem dar, Está sempre se perguntando ”como que fulano/a não me quer em casa dele/a, anda mais parente?” Angelo Gaiarsa era mestre em identificar tais vampiros nas relações familiares, dizia que família era uma relação forçada por laços que não eram escolhas sobretudo em certas datas e ocasiões, feitas de obrigações mais do que vontade de estar ali e partilhar, por isso sempre é fonte de muitas neuroses, talvez todas elas… Pior tipo de gente para mim, a que quer se fazer presente sem ser desejada, querida. Nem apelando por morar longe para dar distância não adianta, a pessoa pega até avião para importunar.

  • Super Suporte

    eita, fala 7 mas tem 6 ‘-‘

    “um total de sete personalidades típicas de pessoas que roubam o seu otimismo.”

    qto aos vampiros, é complicado. Tem que ter bastante força de vontade para evitar que eles te afete. Eu tinha algumas caracteriscas, comecei a ficar sozinho e mudei, sempre lembrando de agradecer já ajuda bastante tanto quem é qto quem sofre. Pensar no q nos faz sentir gratos sempre traz resultados positivos 😀

    • Douglas Rainho

      Essa é uma repostagem de um outro local, como o tema era pertinente aos temas do blog, republicamos aqui citando a fonte.

  • Matheus
  • Matheus

    Lendo isto, descobri que sou um vampiro emocional.
    Agora é planejar como ser uma pessoa melhor e por em prática o plano de ação.

  • JOSELINA GONCALVES

    já desconfiava. mas a partir desse texto é com tristeza que admito o convívio com um desses vampiros desde minha infância. retêm todas as sete personalidades. cada dia que passa fica mais insuportável ficar algumas horas próxima dela.