Perdido em Perguntas #11

iconPRMais algumas perguntas retiradas de grupos, fóruns ou feitas a mim diretamente sobre preceitos, mediunidade na gravidez, bebidas alcoólicas e menores de idade, mediunidade ou obsessão, prenderam meus guias e agora?

Caso você tenha dúvidas e perguntas a serem feitas, lembre-se que podem enviar as mesmas pelo contato ou deixar no comentário desse tópico. Se não quiser se identificar pode deixar como anônimo. Todos os comentários são moderados para manter a privacidade de quem pergunta.

Todas as respostas aqui dadas são baseadas na minha experiência pessoal, caso algo lhe desagrade use de seu discernimento. Ninguém quer ser o dono de nenhuma verdade absoluta.

1 – Menores podem beber álcool quando incorporado?

A questão é : “Alguma religião está acima da lei dos homens?”. Se a legislação proíbe o consumo de bebidas alcoólicas por menores de 18 anos, porque eles poderiam tomá-las incorporado? Há uma certa fantasia quanto ao consumo de bebidas quando em transe mediúnico. É possível que não se sinta os sintomas da embriaguez? Sim, porém o transe tem que ser bem feito, profundo, mas de qualquer forma é o nosso corpo ainda que irá metabolizar o álcool ingerido. Outro questionamento que faço é se há necessidade de ingerir a bebida alcoólica, já que os guias usam o álcool apenas como um agente de limpeza ou catalizador de determinados processos magísticos, logo eles podem manipular o álcool sem ingeri-lo. Digo isso pois é o que eu presenciei em minhas giras no terreiro do qual faço parte, a casa terminantemente proíbe o uso de bebidas alcoólicas, porém o elemento ainda é utilizado através do álcool dos perfumes. Isso dito não por uma mas por várias entidades, quando questionei-as. O consumo do álcool foi imperioso em eras antigas para desinibir o aparelho mediúnico e permitir o contato, hoje já não é mais assim, e precisamos ter essa consciência. Então o consumo desenfreado de litros de Whisky, Marafo e Rum são simplesmente excessos cometidos pela mente desequilibrada do médium ou por espíritos que não estão de acordo com a Lei Maior, principalmente se esse insistir que o menor beba. Aliás já vi exu dar de beber água e o gosto de cachaça ser insuportável. A Umbanda tem seus mistérios.

2 – Grávidas devem continuar incorporando nas giras?

Isso é um preceito que varia de terreiro pra terreiro, mas analisando a situação da grávida eu acredito que não. Alguns dizem que durante os três primeiros meses elas podem incorporar, porém analisando fisiologicamente são os meses mais frágeis para a gravidez e sabemos que entramos em contato com energias muito densas quando em uma gira de umbanda na função de médium. Não podemos nunca saber quem irá vir naquela gira do lado da assistência espiritual ou os ataques que poderemos sofrer. Então eu recomendaria a não girar enquanto grávida, os outros seis meses podem ser mais tranquilos mas por motivos óbvios – barriga aumentada, cansaço, inchaço, etc – o melhor seria a mulher se abster das práticas mediúnicas. Porém poderia facilmente continuar a frequentar a gira como assistência e tomar os passes energéticos e ir nas consultas com as entidades, isso só lhe seria benéfico.

3 – O que são preceitos?

Preceitos são preparativos, regras ou dogmas que a Umbanda (e outras religiões) utilizam. Por exemplo, preceito antes da gira de incorporação é nas 24 horas que antecedem a gira não ingerir carne vermelha ou se possível carne alguma, não ingerir bebidas alcoólicas, não utilizar drogas, não fumar ou diminuir ao máximo caso não consiga, não praticar nenhum tipo de atividade sexual, policiar seus pensamentos e atitudes, tentando harmonizá-los e sintonizá-los com o plano astral superior, tomar seu banho de ervas antes da gira, firmar o anjo da guarda e a esquerda, entre outras coisas. Tudo isso é importante para a gira ser melhor sucedida, no entanto em um caso de emergência toda essa preparação será pulada, mas é um caso raro.

A questão de não comer carnes em geral é devido ao fato de que a carne tem uma digestão mais lenta, que consome muita energia do nosso corpo material, energia que deveria estar sendo canalizada para o processo mediúnico. As bebidas alcoólicas, drogas e fumo seguem o princípio de harmonização, não devemos utilizá-los pois eles acabam prejudicando a nossa saúde física, logo também a mediunidade. Já o sexo é pelo desprendimento de energia ser muito grande, além do fato de que sempre há uma contaminação com a energia do parceiro sexual.

4 – Sinto tonturas quando visito um terreiro, a ponto de quase desmaiar, o que está acontecendo comigo?

Li isso outro dia em um grupo de Facebook, o autor da pergunta questionava o por que de se sentir assim e ainda dizia que passava tão mal que tinha que ir embora. Aqui fica uma ressalva, podem ser diversas coisas. A princípio acreditamos que seja manifestação da mediunidade ativa do rapaz que entrando em contato com a energia da egrégora umbandista tende a se manifestar, para atraí-lo para o desenvolvimento de suas capacidades mediúnicas. Mas se o mesmo o impede de permanecer lá, não seria estranho acreditar nesse artifício da espiritualidade? Podemos também pensar em uma possível desarmonia de suas energias ou até mesmo em algum tipo de obsessão espiritual, onde o obsessor o influencia a ter essas crises para afastá-lo do local onde poderia achar a ajuda que necessita. De qualquer forma, é necessário ser perseverante e ir até o final, mesmo se sentindo tonto ou mal, acredito que o certo é falar com os trabalhadores do terreiro ou Casa espiritual antes do começo dos trabalhos explicando a situação, esses com certeza irão alertar o dirigente que tomará providências para ajudar. Então, na verdade com esse caso muito específico de uma pessoa – mas não só dela – eu quero dizer que nem sempre a coisas acontecem porque somos médiuns, mas porque algo em nossa anatomia sutil não está bem equalizado.

5 – Prenderam meus guias! E agora, o que eu faço?

Essa ameaça é feita constantemente nos terreiros, barracões e centros que não são alinhados com a mensagem evangélica da moral de Jesus. Pode até parecer um discursinho piegas, mas na verdade a Umbanda é Cristã. No Candomblé pode não existir essa figura, mas tampouco há guias, pois para eles são Eguns, que são despachados sempre no início dos trabalhos. Logo, conseguem perceber a grande mistura que fazem? Se um dirigente disse que irá prender seu guia ou que prendeu seu guia, saiba que ele é um embusteiro. Peça licença, tire suas coisas dessa casa e procure outro local para exercer sua espiritualidade. Você recebeu o livre-arbítrio de um SER superior a qualquer pai de santo ou mãe de santo, logo ninguém pode mais. Os mentores são espíritos de Lei, não se sujeitam a isso. Caso algum espírito que dizia ser seu guia ficou realmente preso, repense a qualidade desse guia, provavelmente ele era um zombeteiro ou obsessor que estava se fazendo passar por um guia de lei.

Terapeuta Natural (Naturopata) e futuro Acupunturista, Idealizador do blog Perdido em Pensamentos e pretenso escritor. Geminiano com ascendente em Leão e lua em Touro, acredita que toda forma de estudo é importante. Médium umbandista e eterno questionador, tem interesses em temas como: Espiritualidade, Espiritismo, Umbanda, Magia e Terapias Naturais. É apaixonado pela cidade de São Paulo, onde tudo é possível. Colecionador de livros, principalmente sobre Umbanda (quanto mais antigo melhor).

Douglas Rainho

Terapeuta Natural (Naturopata) e futuro Acupunturista, Idealizador do blog Perdido em Pensamentos e pretenso escritor. Geminiano com ascendente em Leão e lua em Touro, acredita que toda forma de estudo é importante. Médium umbandista e eterno questionador, tem interesses em temas como: Espiritualidade, Espiritismo, Umbanda, Magia e Terapias Naturais. É apaixonado pela cidade de São Paulo, onde tudo é possível. Colecionador de livros, principalmente sobre Umbanda (quanto mais antigo melhor).

Você pode gostar...