Motivações e Compreensão do Cenário

Vou postar aqui uma reflexão e espero que as pessoas tenham bom entendimento e abram seu coração para o que estou dizendo. Não é hora de ficar criando intriga e teorias de conspiração.

Estou vendo que muitos terreiros não querem fechar, não só no Brasil, mas em vários locais do mundo. Inclusive alguns templos religiosos de outras denominações.

Claramente, a maioria das igrejas são mantidas pelos fiéis, porém as igrejas evangélicas tem muito dinheiro acumulado e a igreja católica tem até um país, não é mesmo?

Quem sofre neste caso são os terreiros, centros espíritas e religiões menores em número de adeptos.

Ocorre que esses locais, nem sempre tem pessoas dedicadas o tempo integral a prática religiosa, sendo que é apenas “sacerdote” em parte do tempo e tem seus trabalhos mundanos em outra parte.

Grande parte dos terreiros estão com medo de fecharem as portas momentaneamente e isso ser para sempre, pois não tem como arcar com aluguel, água, luz, despesas da casa em si e etc, se não com a ajuda das doações e das mensalidades.

Muitos ainda tem cursos e tal (e aqui estou deixando totalmente de lado minha opinião contrária a várias coisas) e que também não poderão fazê-lo nesse período por conta da pandemia de coronavírus.

Eles estão preocupados com a saúde de todos? Obviamente! é um dos pilares da Umbanda a Empatia com o próximo.

Mas não tem recursos para manter o terreiro de pé sem fluxo de pessoas. Desta forma, se você tiver recursos para ajudá-los, AJUDE-OS!

Sem esperar nada em troca e sem qualquer tipo de julgamento. Faça isso porque você se sente bem em ajudar as casas que na maior parte do ano ajudam a todos.

Dê a eles a condição de permanecerem fechados, mas com recursos para reabrirem quando essa grave crise passar para ajudar a muitos que irão precisar.

Toda crise gera resultados nas esferas sociais, políticas, emocionais e físicas, também o gera no campo espiritual.

Vamos refletir e nos unir (mesmo a distância) para a ajuda ao próximo e para as casas que nos abrigam quando estamos necessitados.

Eu mesmo adiei a inauguração da Tenda Espírita de Umbanda Chão de Jorge devido aos apelos das agências sanitárias para manter o isolamento social. Terei que arcar com as despesas, pois ainda não tenho filhos de corrente para manter as mensalidades? CLARO! Mas nesse momento o mais importante é a saúde da sociedade e a manutenção das vidas em risco.

A Umbanda também é consciência social.

Não é questão de fé!

A imagem pode conter: texto que diz "COVID-19 NÃO É FALTA DE FE! Todos estão a qualquer tipo de doença, por isso DEUS deu inteligência ao homem para aprender métodos de cura, aprender como prevenir principalmente discernimento. Não Não é uma questão religiosa, é uma questão de saúde! Ouçam os médicos e não os sacerdotes. PERDIDOEM PAPO NA ENCRUZA"

Não é falta de Fé! Nenhuma doença é por falta de religiosidade! Não entrem na onda de sacerdotes das mais diversas crenças que tá dizendo que você não ficará doente pois você tem uma fé inabalável! Fé não é sistema imunológico (apesar de poder auxiliar esse).

PRESTA ATENÇÃO: Fé é acreditar! Você pode fazer isso de casa! Se tiver com sintomas não vá a locais de aglomeração como terreiros, igrejas, casas espíritas e nem no mercado! Fique em casa…

O que esses sacerdotes estão dizendo é para irem nos cultos para pagar o dízimo deles… ELES NÃO SE PREOCUPAM COM SUA SAÚDE!

Se seu padre, pastor, dirigente espiritual, pai de santo e afins te obriga a ir ao terreiro em meio a esse apelo das agências sanitárias de manter distanciamento social, ele está sendo criminoso e você deveria, de fato, repensar sua associação a essa igreja, terreiro ou centro religioso.