Cada criatura tem o seu drama, a sua aflição, a sua dificuldade e a sua dor…

Antes de julgar, busca entender o próximo e compadece-te, para que a tua palavra seja uma luz de fraternidade no incentivo do bem.

E, acima de tudo, lembra-te de que amanhã, outros olhos pousarão sobre ti, assim como agora a tua visão se demora sobre os outros.

Então, serás julgado pelos teus julgamentos e medido, segundo as medidas que aplicas aos que te seguem.

André Luiz
Médium: Francisco Cândido Xavier
Do Livro “Comandos do Amor” – Edição IDE