Respire Melhor, Coma Melhor e Pense Melhor…

Respire Bem, Coma Bem e Pense Bem

O termo Qi (lê-se ‘chi) traduzido parcamente significa Energia. Mas não é a energia no aspecto físico, como se estuda nos meios ocidentais, mas uma energia sutil, que permeia toda a criação, sendo ela uma pedra ou um ser humano. Porém Qi é uma palavra genérica para designar diversas formas e manifestações dessa energia, que assume outras características mais específicas, dependendo da região em que é produzida e também da sua finalidade. Por exemplo o Wei Qi é a energia da defesa do nosso corpo manifestada nas camadas externas, como a primeira barreira contra os efeitos perversos do meio exterior.

Mas o Qi que denominamos verdadeiro é formado por diversos outros Qi, de outras regiões do organismo físico-energético do ser humano. Ao Qi Verdadeiro, damos o nome de Zhang Qi, que é formado por outros “Qi”, como o Qi Torácico (Zhong Qi) e o Qi da Essência (Yuan Qi), a própria essência é chamada de Jing. Porém o Qi Torácico (Zhong Qi) é formado por outros Qi, como o Qi do Ar (Qing Qi) e o Qi da Alimentação (Gu Qi).

A princípio parece Qi demais não é? Além desses ainda encontramos outros como:

  • Ying Qi
  • Wei Qi
  • Xie Qi

Mas em termos leigos podemos dizer que a energia Qi é formada pela energia do Ar + energia dos alimentos + a energia da essência. Esse seria o Qi Verdadeiro, como apresento na figura 1.

Formação de QI

Figura 1 – Formação de Energia (Qi)

O nosso organismo consome essas energia o tempo todo, porém a maior parte delas é renovável, através da respiração e da alimentação. Porém, uma delas não é renovável, possui um estoque finito e é sempre utilizada em maior ou menor quantidade para todas as atividades que fazemos (mesmo as inconscientes ou basais), até ela se esgotar, o que resulta na morte do corpo físico. Essa é a energia da Essência, que é pré-determinada no momento da concepção, quando os gametas masculinos e femininos se unem, trazendo consigo a energia ancestral dos pais para a formação de um novo ser.

Assim dizendo, podemos também afirmar que já nascemos com data de validade. Quando nossa essência acaba, nós acabamos nessa existência material. Porém, podemos acelerar esse processo ou retardar, conforme é a união dos outros Qi.

Não há como reabastecer-se de Qi da Essência, mas podemos consumir menos, com boa alimentação e práticas saudáveis como atividades físicas que trabalham além do corpo, mas também a mente ou a consciência (Shen). A prática de atividades físicas desgastantes, sem o uso do Shen, resulta também em um desgaste maior da essência (Jing). Mas práticas orientais como o Qi Gong (lê-se chi-kung), Tai Chi Chuan, Kung Fu, Meditação, Yoga, etc, nos ensinam até mesmo a preservar a essência e consumir o mínimo necessário. Outras práticas que desgastam o corpo, a energia e a alma e consomem muito da essência são: Noites mal dormidas, ar poluído, comida industrializada, Sexo em excesso, obsesidade, longos períodos de jejum, alimentação com fast food, ficar ausente de contato com a natureza, drogas, bebidas, cigarro, etc.

Volte lá na Figura 1 e repare que ela mostra um círculo composto de três partes. Quando uma das partes falta, a essência entra no seu lugar para suprir essa necessidade. Ou seja, precisamos de 100 unidades de energia (u.e.) para determinada atividade. Parte dessas quantidade virá da Essência, da Alimentação e do Ar, até totalizar 100 u.e., pois bem, vamos supor que a pessoa seja fumante e viva em um local poluído, logo ela terá uma menor qualidade na absorção do Qi do Ar, levando o organismo a compensar isso com a essência. O mesmo se dá para uma má alimentação, agora imagina um misto dos dois, que é o que nós moradores de metrópoles acabamos vivenciando no dia-a-dia, não temos tempo para dormir, comer ou mesmo respirar adequadamente.

Nesse nosso exemplo, suponhamos que antes teríamos 10% de Essência, 45% de energia do ar e 45% de energia dos alimentos, para executar determinada função. Analise abaixo os cenários hipotéticos:

  • FUMANTE: 45% de energia dos alimentos, 30% de energia do ar, 25% de essência.
  • MÁ-ALIMENTAÇÃO: 45% de energia do ar, 25% de energia dos alimentos, 30% de essência.
  • FUMANTE + MÁ-ALIMENTAÇÃO: 30% de energia do ar, 30% de energia dos alimentos, 40% de essência.

Conseguem perceber como está sendo impactada nossa essência? Isso quer dizer literalmente que a cada noite mal-dormida, a cada cigarro fumado, a cada copo de bebida, a cada alimento industrializado, estamos abreviando nosso tempo de vida nessa terra.

Sabendo que não podemos repor a essência, devemos ter a consciência de ter pelo menos práticas de respiração adequadas, procurar lugares com ar limpo (mesmo que esporadicamente, já ajuda), não fumar, evitar os excessos, se alimentar de forma adequada e pensar sobre tudo isso. Assim vamos dar meios de gastar mais energia dos alimentos e do ar, não sobrecarregando o uso da nossa limitada reserva de energia ancestral.

O primeiro passo para isso é repensar seus hábitos, que nem sempre é fácil. Mas você pode contar com a ajuda de um Acupunturista ou um Terapeuta Natural (Naturoterapeuta) para te auxiliar nesse processo de mudança. Mesmo que você já esteja com vários anos de desequilíbrios e práticas não recomendadas “nas costas”, não desista, ainda assim podemos ajudar daqui para a frente, para evitar casos ainda piores.

Vamos parar então para respirar, nos alimentar melhor e acima de tudo pensar no nosso bem-estar.


Saiba mais sobre a visão holística em www.nucleosapienza.com.

Terapeuta Natural (Naturopata) e futuro Acupunturista, Idealizador do blog Perdido em Pensamentos e pretenso escritor. Geminiano com ascendente em Leão e lua em Touro, acredita que toda forma de estudo é importante. Médium umbandista e eterno questionador, tem interesses em temas como: Espiritualidade, Espiritismo, Umbanda, Magia e Terapias Naturais. É apaixonado pela cidade de São Paulo, onde tudo é possível. Colecionador de livros, principalmente sobre Umbanda (quanto mais antigo melhor).

Douglas Rainho

Terapeuta Natural (Naturopata) e futuro Acupunturista, Idealizador do blog Perdido em Pensamentos e pretenso escritor. Geminiano com ascendente em Leão e lua em Touro, acredita que toda forma de estudo é importante. Médium umbandista e eterno questionador, tem interesses em temas como: Espiritualidade, Espiritismo, Umbanda, Magia e Terapias Naturais. É apaixonado pela cidade de São Paulo, onde tudo é possível. Colecionador de livros, principalmente sobre Umbanda (quanto mais antigo melhor).

Você pode gostar...