Responsabilidade do Dirigente Espiritual

joiotrigoA Internet é uma conquista do nosso mundo atual, com certeza não saberíamos viver mais sem a rede mundial de computadores e toda a informação que ela mantém. Porém essa informação precisa ser primeiramente processada por nós para se tornar útil ou válida, pois da mesma forma que existe muita coisa boa na rede, também há muita coisa ruim.

Nesse tsunami de informações nem sempre sabemos como separar o Joio do Trigo (Mateus 13:24-30), mas essa é uma tarefa árdua até mesmo para quem já está a muito tempo na estrada, por isso mesmo que existem os sacerdotes, dirigentes ou pastores. Na Umbanda essa figura é chamada de Pai de Santo, o que para mim é algo errôneo! Prefiro o termo pai ou mãe espiritual.

O Pai ou a Mãe Espiritual deve trazer as informações já processadas e apresentá-las de forma mais adequada a seus filhos-de-fé, ensinando-os a desenvolver o senso crítico e o discernimento. Justamente por isso é necessário ter muita responsabilidade sobre o que se está fazendo, dizendo e vivenciando. Não adianta só dizer da boca para fora algo, mas é preciso que as lições aprendidas no terreiro e as instruções dadas pelos mentores espirituais, sejam vividas pelos seus médiuns e principalmente pelo dirigente.

O que vemos por aí é uma promoção descabida de vídeos de todas as espécies, principalmente aqueles ensinando irresponsavelmente como fazer algumas ativações mágicas, por meio de oferendas ou firmezas. Existe uma diferença muito grande em ensinar uma firmeza de limpeza espiritual ou de ambientes, de proteção e de harmonia; do que ensinar uma firmeza de atração sexual, mesmo que essa não tenha uma conotação direta de amarração amorosa, ainda assim tramita nesse escopo.

Mas no afã de obter mais seguidores, mais cliques, mais compartilhamentos e o pior de tudo mais dinheiro, veiculam diversas magias que deveriam ficar restritas ao espaço religioso. Não que seja errado auxiliar alguém a se sentir melhor, ter auto-estima ou ser mais atraente. O que é errado é o porquê disto e nosso raciocínio geralmente é muito raso para atingir realmente a raiz do problema. Por isso que há a consulta com entidades espirituais, mais elevadas moral e intelectualmente, para nos auxiliar a enxergar o que não conseguimos.

O Caboclo Rompe-Mato sempre repete que ele consegue ajudar, não por ser melhor, mas porque ele não está envolvido no problema, ou seja, enquanto estamos dentro do poço, só conseguimos enxergar um facho de luz que é da abertura do poço e todo o resto é escuridão. Ele por estar do lado de fora do poço, só enxerga um ponto mínimo de escuridão e o restante todo de luz. Assim ele teria uma abrangência visual maior da questão e poderia indicar o melhor caminho a seguir.

Quem garante que o problema de relacionamento não é um processo kármico daquela pessoa? Ou até mesmo a falta de atratividade que ela não tem? Se fizermos algo contrário a isso, mesmo querendo ajudar, estamos nos envolvendo com as questões da programação kármica dela. Já se o mesmo for feito dentro do terreiro, com o auxílio de uma entidade, ela saberá se está infringindo ou não as regras do jogo.

Além disso, magia é algo muito sutil. Mudando, às vezes, apenas uma evocação ou encantamento, podemos ter um resultado completamente diferente. Podemos pegar uma supostamente inocente magia para atração e transformá-la em um verdadeiro ponto de amarração amorosa. Você quer algo para sua vida? Peça para as forças de Deus, a qual chamamos Orixás ou Santos. Mas não para entidades de esquerda de maneira irresponsável ou desacompanhada de supervisão de uma entidade de direita. Não que os esquerdeiros irão fazer algo de ruim (apesar de poderem), mas nossa forma de pedir pode ser confusa e o resultado ser completamente diferente daquilo que realmente queremos, ou melhor, do que realmente precisamos.

Por isso que convoco a todos a terem mais cuidado com os “popstars” que surgem por aí e que se algo parece errado, possivelmente ele é errado!

Terapeuta Natural (Naturopata) e futuro Acupunturista, Idealizador do blog Perdido em Pensamentos e pretenso escritor. Geminiano com ascendente em Leão e lua em Touro, acredita que toda forma de estudo é importante. Médium umbandista e eterno questionador, tem interesses em temas como: Espiritualidade, Espiritismo, Umbanda, Magia e Terapias Naturais. É apaixonado pela cidade de São Paulo, onde tudo é possível. Colecionador de livros, principalmente sobre Umbanda (quanto mais antigo melhor).

Douglas Rainho

Terapeuta Natural (Naturopata) e futuro Acupunturista, Idealizador do blog Perdido em Pensamentos e pretenso escritor. Geminiano com ascendente em Leão e lua em Touro, acredita que toda forma de estudo é importante. Médium umbandista e eterno questionador, tem interesses em temas como: Espiritualidade, Espiritismo, Umbanda, Magia e Terapias Naturais. É apaixonado pela cidade de São Paulo, onde tudo é possível. Colecionador de livros, principalmente sobre Umbanda (quanto mais antigo melhor).

Você pode gostar...

  • Erika

    Excelente texto!!
    Infelizmente internet é terra de ninguém e o bom senso torna-se raro.

  • Elisangela Montealbano

    Douglas, seus esclarecimentos nos levam a muitos reflexões sobre nossas escolhas espirituais. Gratidão.

  • Tássio Carvalho

    Ótimas reflexões!