Curvar-se não é se submeter

Humil“Portanto, todo aquele que a si mesmo se exaltar será humilhado, e todo aquele que a si mesmo se humilhar será exaltado.”Matheus 23:12

Refletindo sobre alguns ensinamentos do mestre nazareno, coloco-me sempre em muitas dúvidas e poucos acertos. Contudo, há de se ter ciência da condição humana em ter que muitas vezes se sujeitar a algo para que um algo maior lhe ocorra.

Intempestivamente tomamos posturas que não são interessantes, para não dizer inteligentes, pois acaba-se por agredir de sobremaneira o outro, mas acima de tudo agride-se a si mesmo.

Tratar das paixões menores do ser humano, tais quais Orgulho, Vaidade, Ego e Personalismo; são deveras dificultosas. Porém, é necessário e urge o chamado da reforma interior. Há de se ter a noção e consciência de que tudo na vida é pautado no bom-senso e que curvar-se não significa submeter-se, mas apenas respeitar e ser altivo para com uma certeza maior.

Encarar tudo a ferro e fogo, só irá machucar e queimar. Pois estas são as funções desses elementos. Nada foge a sua natureza primordial, nada que não seja humano. Dotados de raciocínio como somos, temos a benesse do Universo de nos adaptarmos e lapidarmos nossas imperfeições.

Com isso, veja se a sua conduta não está esbarrando na intransigência e na ignorância. Se ela não lhe traz nada de bom, por que mantê-la? Pela simples vaidade ou para não ferir o orgulho? Para não demonstrar-se fraco? Saiba que a fraqueza é não se adaptar, é não raciocinar e é ficar a mercê da caridade alheia. Enquanto houve braços e pernas, sejamos nossos condutores, porém não deixamos a carroça ser conduzida pelos homens no lugar dos cavalos.

Como diz Sun-Tzu:

“Conheces teu inimigo e conhece-te a ti mesmo; se tiveres cem combates a travar, cem vezes serás vitorioso. Se ignoras teu inimigo e conheces a ti mesmo, tuas chances de perder e de ganhar serão idênticas. Se ignoras ao mesmo tempo teu inimigo e a ti mesmo, só contarás teus combates por tuas derrotas.”

Antes de ir contrário a marcha das formigas, que pensemos em como elas se organizam.

Terapeuta Natural (Naturopata) e futuro Acupunturista, Idealizador do blog Perdido em Pensamentos e pretenso escritor. Geminiano com ascendente em Leão e lua em Touro, acredita que toda forma de estudo é importante. Médium umbandista e eterno questionador, tem interesses em temas como: Espiritualidade, Espiritismo, Umbanda, Magia e Terapias Naturais. É apaixonado pela cidade de São Paulo, onde tudo é possível. Colecionador de livros, principalmente sobre Umbanda (quanto mais antigo melhor).

Douglas Rainho

Terapeuta Natural (Naturopata) e futuro Acupunturista, Idealizador do blog Perdido em Pensamentos e pretenso escritor. Geminiano com ascendente em Leão e lua em Touro, acredita que toda forma de estudo é importante. Médium umbandista e eterno questionador, tem interesses em temas como: Espiritualidade, Espiritismo, Umbanda, Magia e Terapias Naturais. É apaixonado pela cidade de São Paulo, onde tudo é possível. Colecionador de livros, principalmente sobre Umbanda (quanto mais antigo melhor).

Você pode gostar...