Qual a ação da esquerda em nossas vidas?

Exu e Pombagira são polêmicos por natureza. Sua ação nunca foi bem compreendida por quem vive a religião de Umbanda, imagina então quem está vendo de fora?

Mas essas entidades espirituais não tem muita culpa sobre isso. Novamente esse fardo recai nos ombros dos médiuns mais preocupados pela fenomenologia e dirigentes despreparados que utilizam da visão desvirtuada desses abnegados trabalhadores para instilar medo em seus tutelados. Erro atrás de erro não? Vamos entender primeiro quem são esses espíritos e a atuação de sua linha de trabalho.

A ideia é entender que as linhas de trabalho operam com os fatores ou domínios, neste caso a esquerda tem por natureza o fator¹ consumidor, mas também possuem outros tais como absorvedor, negativador, vitalizador, estimulador, etc.

A questão da esquerda é que ela é neutra e deve ser ativada, então não há como uma entidade da esquerda ir por si trabalhar negativamente ou fazer algo a alguém. Primeiramente precisamos ativar os espíritos da linha de Exu e Pombagira. Lembrando que eles são espíritos amorais e que preocupam-se sim com o que ganham com isso (seja em evolução ou outros benefícios).

Então isso, por si só, já tira um pouco a imagem demoníaca que instilaram a esses trabalhadores.

Muitos podem dizer que eles agem negativamente na vida das pessoa, mas entendam, tudo é ação e reação, causa e efeito. Em alguns casos o excesso é necessário para que possamos ser completamente exauridos daquilo que não nos ajuda. Esse excesso nos levará ao extremo e assim iremos chegar fatalmente ao “fundo-do-poço”. Os Exu e Pombagiras possuem funções na natureza e algumas são de caráter negativo, é o seu papel, é o seu fator, é o seu domínio. Um Exu que represente doenças, irá GERAR essas doenças, mas também saberá como curá-la. Devemos nos lembrar que as doenças ocorrem para nos ensinar algo e não acontecem para os inocentes, todos nós temos nossas culpas. Não vejamos o mundo em preto-e-branco, existem milhares de outras cores.

O tridente é um símbolo da esquerda e nem de longe ele tem relação com entidades demoníacas. Na realidade ele representa as polaridades de trabalho de Exu ou Pombagira: Positivo, Neutro e Negativo.

O estudo é fundamental na Umbanda, os guias podem “saber tudo”, mas não sabemos nada. Por isso devemos pesquisar em fontes confiáveis e com bom-senso. Nunca devemos acreditar cegamente em algo ou alguém. É sempre bom, com respeito, colocar a prova essas informações.

Exu não é um espírito das demoníaco ou um “diabo”. Tampouco foi um homem que só errou e agora tá lá barganhando sua evolução. Não estou dizendo que não pode existir um caso assim, de um ser humano que caiu em desequilíbrio e se negativou e que agora atua como Exu, não é porque ele se negativou que virou Exu, mas sim porque tem um lugar na Criação e entendeu o motivo de sua queda. Agora ele atua nas Trevas trabalhando para os espíritos de direita de forma indireta, se assim podemos dizer. Muitos Exus de Lei, que atuam ainda hoje já conquistaram merecimento o suficiente para subirem de “nível”, mas ainda se julgam mais necessários nas áreas de trevas.

Outra questão, Exu não precisa de sangue ou de sacrifício de animais, além disso então nem preciso dizer né? É hora de mudar essas concepções erradas.

Isso também vale pra Pombogira que nunca foi prostituta ou vagabunda, e para Exu-Mirim que nunca foi drogado, trombadinha, menino de rua, etc. Se algum médium “incorporado” agir assim desconfie. Aliás, desconfie em casos da entidade da esquerda falar palavrões, babar, gritar, rugir, grunhir, agir de forma libertina ou vulgar, ficar bêbado, dizer que precisa do marafô ou cachaça de qualquer forma, fumar em excesso, pedir oferendas com sacrifício, dizer que tem chifres, rabo, cascos, etc. Nesses casos o médium deveria ir para a assistência, fazer um tratamento para se reequilibrar. Quem aceita os pactos para praticar maldade não é um Exu ou Pombagira de Lei.

Então após essas explicações algumas perguntas podem estar em mente, como por exemplo: Todo mundo tem um Exu? Quantos Exus uma pessoa tem? Como ativar ou acionar Exu e Pombagira?

Tanto pra Exu quanto pra Pombagira (ou Bombogira) as respostas são parecidas. Não, nós não possuímos Exu. Mesmo os médiuns, não possuem exu. Esse é um espírito que atua na esquerda, mas acaba “servindo” um espírito mais elevado moralmente, seja caboclo ou preto-velho. Claro que essa explicação que estou dando é um tanto quanto simplória, mas serve para começar a pensar. Os médiuns em geral trabalham – mas não possuem –  outros trabalhadores dessa linha, alguns como Exu/Pombagira de Trabalho – aquele que incorpora – e alguns como Exu/Pombagira de Serviço – que são entidades representando forças naturais. É claro que em alguma situação especifica outro Exu/Pombagira de uma linhagem diferente da do médium pode se apresentar para aquele trabalho, porém isso não quer dizer que é um espírito que faz parte da sua coroa ou que ele deverá incorporar.

Todos podem fazer uma firmeza para seu Exu/Pombagira de trabalho, pedindo amparo e proteção, já que eles também são os responsáveis por bloquear as demandas e as negatividades que são enviadas a nós. Mas lembre-se não peça nada além de proteção e força para você, jamais peça para que ele haja contra a vontade ou liberdade alheia, pois aí com certeza ele irá virar as costas pra você e deixar essa questão a cargo de entidades trevosas ou inferiores, e aí, a lei de ação e reação já está em atividade.

Vamos à firmeza, geralmente firmamos em um local externo: quintal, garagem, jardim; no caso de apartamentos podemos firmar na área de serviço ou na sacada. Os itens básicos são uma vela, uma bebida e um fumo, eu acrescentaria também outros elementos como flores, ervas, pedras e outros elementos simbólicos. O procedimento é sempre o mesmo, coloque a bebida em um copo de preferência que não de plástico, acenda a vela, acenda o fumo, e faça uma evocação saudando a esquerda. Algo simples como:  

“Em nome de Deus, eu evoco as forças de meu Exu/Pombagira e peço, respeitosamente, para que atuem em minha vida absorvendo e consumindo toda negatividade e neutralizando todas as ações negativas direcionadas a mim, assim como me protegendo contra todo mal, dentro da minha necessidade e merecimento. Laroyê Exu! Exu/Pombagira Omodjubá!”.Bate-se o ‘Paô’.

Paô é o ato de bater palmas de forma abafada, três vezes três, ou seja, três palmas e uma pausa, mais três e outra pausa, e mais três.

Abaixo a lista dos elementos para cada linha de trabalho, porém podem variar.

EXU POMBAGIRA EXU-MIRIM²
COR DA VELA Preto, Preto-Vermelho, Branca Vermelha, Branca-Vermelha, Branca Preta-Vermelha, Branca
COR DA FITA Preta Vermelha Preta-Vermelha
ERVA Pimenta, Pinhão Roxo, Folha de Mamona Patchouli, Hibisco, Malva Rosa. Casca de Alho, Limão, Hortelã
FLOR Cravo Vermelho Rosa Vermelha
PEDRA/CRISTAL Ônix, Turmalina Negra, Obsidiana Jaspe Vermelho, Rubi, Granada Pedras Negras
FUMO Charuto Cigarrilha Cigarrilha Doce
BEBIDA Cachaça, Whisky, Cerveja. Espumante Rosé Pinga com Mel, Licor doce, Licor de Menta
OUTROS ELEMENTOS Tridente Reto, Punhal, Quartinha de Barro. Tridente Redondo, Punhal, Leque, Carrinhos, Doces Duros, Chocolate Escuro, Bala de Menta**

Em algumas casas o uso de velas pretas ou outro elemento como a bebida não são permitidos, nesse caso, basta apenas não usar ou substituir, a vela pode ser branca sempre e a bebida pode ser água sempre.

Espero, que com essas informações, as mentes tenham se aberto.

Laroyê Exu, Laroyê Pombagira! A Esquerda Omodjubá! 

* Muito cuidado ao acender velas dentro de casa, mantenha sempre a vigilância nesses casos.


¹ Fator é um termo emprestado da Umbanda Sagrada e que determina a ação ou os domínios que determinada entidade atua.
2 Exu-Mirim não é uma categoria a parte é um Exu como outro qualquer, assim como Pombagira Mirim ou Menina é uma Pombagira como outra qualquer. Dividimos assim, pois muitos estão acostumados com essa classificação e para ser mais didáticos. Exu-Mirim não é uma criança.

** Apesar de não serem crianças, aceitam esses elementos pois o operador (o médium e o consulente) acreditam que ele é uma criança de esquerda. Fazem mais para conquistar o consulente do que realmente porque precisam do elemento.

Terapeuta Natural (Naturopata) e futuro Acupunturista, Idealizador do blog Perdido em Pensamentos e pretenso escritor. Geminiano com ascendente em Leão e lua em Touro, acredita que toda forma de estudo é importante. Médium umbandista e eterno questionador, tem interesses em temas como: Espiritualidade, Espiritismo, Umbanda, Magia e Terapias Naturais. É apaixonado pela cidade de São Paulo, onde tudo é possível. Colecionador de livros, principalmente sobre Umbanda (quanto mais antigo melhor).

Douglas Rainho

Terapeuta Natural (Naturopata) e futuro Acupunturista, Idealizador do blog Perdido em Pensamentos e pretenso escritor. Geminiano com ascendente em Leão e lua em Touro, acredita que toda forma de estudo é importante. Médium umbandista e eterno questionador, tem interesses em temas como: Espiritualidade, Espiritismo, Umbanda, Magia e Terapias Naturais. É apaixonado pela cidade de São Paulo, onde tudo é possível. Colecionador de livros, principalmente sobre Umbanda (quanto mais antigo melhor).

Você pode gostar...

  • Guilherme

    Acredito que já que a energia da” luz” afasta e dissolve as densas , então não precisa pedir ajuda a esses seres se quiser.

    • Esse conceito não está errado, mas uma vez materializada a energia negativa em nossas vidas, só há uma forma de espíritos menos densos manipularem ela, que é através de terceiros mais densos.

    • Rolinga

      Uma vez um sacerdote de umbanda me disse algo que guardo para mim: o teu guardião te ama, ele é da sua família espiritual..
      então não há motivos para ter medo.. sua família não é composta de anjos de luz , são humanos com falhas e defeitos, mas mesmo assim nos amam e é a eles que recorremos quando precisamos, o mesmo ocorre com os queridos guardiões, que são parte da nossa família..
      basta pedir com amor e como disse o autor do texto, nunca desvirtuar, deste modo teremos ajuda daqueles que nos são de direito.

  • Gratidão Douglas, seu blog está sendo de muita ajuda para os meia estudos! Agradeço por ter chegado até aqui. Um abraço! 🙂

  • Danielle

    Textos simples e esclarecedores!!! Gostei bastante, Douglas Rainho.

  • Rolinga

    Importante também abrir o portal, pode ser círculo ou triângulo, o mais fácil é triângulo.. com 3 velas em cada vértice…
    qualquer elemento pode ser usado para um portal.. é possível usar 3 copos de água.. e dentro as velas..
    enfim, simplificando, sempre faça uma forma geométrica para delimitar o ponto de força, o ideal é traçar com uma pemba ou giz e colocar velas nos vértices do triângulo e dentro os elementos, cachaça, cigarro, charuto e tudo que quiseres..
    desse modo certamente a firmeza será mais eficaz.

  • Rafael

    Texto muito legal e esclarecedor. Aqui no Rio de Janeiro é muito comum ver Exu Mirim fumando cigarro e além de doces escuros, comendo frango assado e pão com mortadela. Também adoram Coca Cola misturada com cachaça.

  • Patrícia Barros

    Adoro os seus textos. Me esclarecem muito. Nunca firmei nada para Exu e Pombagira, o máximo que ja fiz foi deixar uma rosa em uma encruzilhada com um cigarro mas nem sei se fiz certo. A encruza era em forma de T. Tenho uma dúvida: eu sei que eles andam em pares. Existe alguma ordem de agrado, tipo primeiro coloca pra exu e depois para pombagira?

    • Douglas Rainho

      Não existe uma ordem não, você deve oferendar conforme a intuição. Porém eu mesmo não gosto muito de fazer oferendas.

      Quanto as encruzilhadas, não importa se é em X ou em T, importa sim o que você pede e como pede.