Usando o poder das Ervas

1404325930610b77[1]

Uma das ferramentas rituais mais características da Umbanda (e de toda religião voltada a natureza) é o uso de ervas e elementos de poder das matas. Aqui tratamos por ervas toda e qualquer folha, caule, raiz, semente, resina, casca, etc.

Os usos mais comuns são para banhos, defumações, bate-folhas e cataplasmas. Porém não se limitam a isso, podemos utilizar as ervas em suas características fitoterápicas, servindo como remédios, através de chás, de tinturas e de extratos. Podemos ainda ter o uso das ervas nas garrafadas de álcool, nos preparos de óleos aromáticos, e também outros rituais magísticos onde utilizaremos as ervas em diversos preparos.

Toda erva carrega uma energia ou um Axé de determinada força, entidade, Orixá, deidade, planeta…

Na verdade, existem diversas irradiações e energias fluindo em uma mesma erva, por exemplo a Folha de Pitanga ou da Pitangueira, que tem irradiações de Iansã, Ogum, Oxóssi, e podem ter mais irradiações dependendo da forma como se analisa a mesma.

Em algumas situações uma mesma planta tem suas folhas consagradas para uma Energia ou Orixá, suas flores para outro, sua casca para outro e sua raiz para um outro.

Existem diversas categorizações das ervas, desde as botânicas, as magísticas, as religiosas e a fitoterápica. Não dá pra determinar qual é a certa, pois todas estão certas dentro de suas aplicações. Logo o trabalho com ervas é muito mais do que saber para que uma erva serve, e sim testá-la, usá-la, entrar em contato com a energia que rege esta planta, para se familiarizar com a mesma e saber sua aplicação específica.

Arruda combate o mau-olhado, segundo a crença popular, mas por que? É uma erva de Xangô, vibrando com uma intensa aura vermelha. Segundo alguns estudiosos é uma das plantas que mais se aproximam com a vibração do ser humano, por isso sua força é mais sentida.

O Alho afasta as energias negativas e ruins? Por que?

E assim por diante…

Para ilustrar deixo abaixo uma ficha técnica retirada do excelente livro Rituais com Ervas de Adriano Camargo.

ERVA DE OGUM – QUEBRA DEMANDA – Justicia gendarussa L. 

“A facilidade com que essa erva pega é incrível. Apenas espete um pedaço do seu galho para em pouco tempo ter uma touceira abundante.

Indicada para proteção de ambientes, em jardins, vasos ou floreiras, suas folhas podem ser usadas em banhos, benzimentos e bate-folhas, assim como consagrada a Ogum e presenteadas para proteção.”

– Rituais com Ervas, Adriano Camargo, Pág. 89 –

Indicação Ritualística: é um poderoso quebrador de demandas ou magias mentais projetadas, como olho gordo, inveja, etc.

Terapeuta Natural (Naturopata) e futuro Acupunturista, Idealizador do blog Perdido em Pensamentos e pretenso escritor. Geminiano com ascendente em Leão e lua em Touro, acredita que toda forma de estudo é importante. Médium umbandista e eterno questionador, tem interesses em temas como: Espiritualidade, Espiritismo, Umbanda, Magia e Terapias Naturais. É apaixonado pela cidade de São Paulo, onde tudo é possível. Colecionador de livros, principalmente sobre Umbanda (quanto mais antigo melhor).

Douglas Rainho

Terapeuta Natural (Naturopata) e futuro Acupunturista, Idealizador do blog Perdido em Pensamentos e pretenso escritor. Geminiano com ascendente em Leão e lua em Touro, acredita que toda forma de estudo é importante. Médium umbandista e eterno questionador, tem interesses em temas como: Espiritualidade, Espiritismo, Umbanda, Magia e Terapias Naturais. É apaixonado pela cidade de São Paulo, onde tudo é possível. Colecionador de livros, principalmente sobre Umbanda (quanto mais antigo melhor).

Você pode gostar...