Os Caboclos na Umbanda

Nesse mês de Oxóssi, vamos falar um pouco sobre uma das linhas de frente dos trabalhos de Umbanda, os Caboclos.

Caboclo é um termo utilizado para designar os filhos de índios com europeus, contudo esse termo ganhou uma nova conotação na Umbanda, geralmente associado a índios (nativos americanos) que se manifestam nas giras de atendimento de Umbanda.

Inclusive, pela história, quem fundou a Umbanda no plano material foi um caboclo, denominado Caboclo das 7 Encruzilhadas, através do médium Zélio Fernandino de Morais.

Os caboclos trazem consigo a energia das matas e são sustentados pela força de Oxóssi, então podemos dizer que o Orixá que irradia (vibra) para essa linha é Oxóssi, que é o Orixá da Busca, Senhor das Matas, da Fartura e da Caça, também é considerado detentor de conhecimentos e chamado de grande feiticeiro. Por isso vemos que os caboclos geralmente são espíritos aguerridos, austeros, com uma forte presença física e por vezes falam com um sotaque meio arrastado podendo ou não intercalar algumas palavras que não são bem compreendidas, que podem ser resquícios de línguas nativas perdidas, entoações de preces ou cantos xamânicos e também tupi-guarani.

Usualmente, os caboclos chegam (incorporam) dando um grito, o qual denominamos brado. É uma forma de mantra para alguns e um grito de guerra para outros. Mas isso não é uma regra, muitos trabalhadores dessa linha chegam em silêncio e mantêm um porte e uma fala impecável, pois devemos sempre nos lembrar que caboclo é um grau e não uma condição.

Podem existir caboclos trabalhando sobre a vibração de três Orixás principalmente, segundo a Umbanda Tradicional, são eles: Oxóssi, de Xangô e de Ogum. As caboclas podem vir também na vibração de Iemanjá, Oxum e Iansã. Porém cada cabocla tem sua particularidade, geralmente as caboclas de Iemanjá e Oxum são encantados que não falam, seres como ondinas, sereias e ninfas. Já as caboclas de Iansã, são também conhecidas como caboclas dos ventos. Estar dentro de uma falange não implica que um caboclo não possa vir cruzado, ou seja sob irradiação de outro Orixá, como é o caso de um caboclo Rompe-Mato, que é um caboclo de Ogum, cruzando na energia de Oxóssi.

O Caboclo representa o homem maduro, porém ainda não velho, que traz consigo a força e o vigor, que vai em busca de seus objetivos.

A cor associada a essa linha de trabalho é o verde, porém cada falangeiro pode ter cores seguindo os preceitos dos seus Orixás irradiadores, por exemplo, um Caboclo 7 Montanhas pode usar vela verde e também marrom ou até mesmo vermelha,  um Caboclo Rompe-Mato geralmente se utiliza de velas verdes, vermelhas e brancas, assim por diante.

Trabalham bastante com charutos, cachimbos de Jurema ou Angico, velas, fitas e pedras. Geralmente atuam na frente do médium, sendo seu mentor ou guia-chefe (porém não é regra).

Eles são profundos conhecedores das propriedades das ervas, principalmente a linha dos pajés, e através de unguentos, chás, banhos e defumações conseguem obter melhoras e curas que por muitos são tidas como milagrosas. É válido lembrar que a medicina ortodoxa se utiliza de alguns princípios ativos das plantas em seus medicamentos, a aspirina é um desses exemplos.

Os caboclos também são grandes doutrinadores, através de conversas e conselhos, muitas vezes de forma direta e até um pouco rústica, conseguem fazer o consulente enxergar os caminhos errados que estão tomando e tomar consciência  do que precisam mudar em suas vidas para atingir os intuitos desejados. São profundos conhecedores também da psique humana, tratam os trabalhos de consulta como verdadeiras sessões de terapia, onde aprofundam o consulente do seu emocional em  busca de suas respostas e para saciar suas inquietações.

Sua atuação pode ser ampla, mas eles são especialistas nos domínios de Oxóssi: cura, fartura, conhecimento, etc. E também podem trazer os fatores dos seus Orixás de vibração, um caboclo de Ogum trará a Retidão, um de Xangô trará a justiça, o equilíbrio, a razão, etc.

indioPonto de Força: Matas.

Bebidas ritualísticas:  Cerveja, água de fonte, água com mel, suco de frutas, água de coco.

Comidas: Todas as frutas, legumes e hortaliças.

Flores: Todas, principalmente as flores de campo.

Saudação: Okê Caboclo! Okê Cabocla!

Oferendas: As mesmas que são oferecidas para Oxóssi, com alteração de alguns elementos.

Cores: Verde e Branco.

Alguns nomes de caboclos: Arranca-Toco, Cobra-Coral, Tupã, Araribóia, Folha Verde, Samambaia, Caçador, Iara, Janaína, Jurema, Jussara, Jupira, Ventania, Rompe-Mato, 7 Flechas, 7 Folhas, 7 Matas, Pena Azul, Pena Branca, Pena Dourada, Pedra Roxa, Pedra Preta, Pedra Branca, Caiçara, Aymoré, Caramuru, Tupinambá, Tamandaré, do Sol, da Lua, 7 Estrelas, Urubatão, etc.

Terapeuta Natural (Naturopata) e futuro Acupunturista, Idealizador do blog Perdido em Pensamentos e pretenso escritor. Geminiano com ascendente em Leão e lua em Touro, acredita que toda forma de estudo é importante. Médium umbandista e eterno questionador, tem interesses em temas como: Espiritualidade, Espiritismo, Umbanda, Magia e Terapias Naturais. É apaixonado pela cidade de São Paulo, onde tudo é possível. Colecionador de livros, principalmente sobre Umbanda (quanto mais antigo melhor).

Douglas Rainho

Terapeuta Natural (Naturopata) e futuro Acupunturista, Idealizador do blog Perdido em Pensamentos e pretenso escritor. Geminiano com ascendente em Leão e lua em Touro, acredita que toda forma de estudo é importante. Médium umbandista e eterno questionador, tem interesses em temas como: Espiritualidade, Espiritismo, Umbanda, Magia e Terapias Naturais. É apaixonado pela cidade de São Paulo, onde tudo é possível. Colecionador de livros, principalmente sobre Umbanda (quanto mais antigo melhor).

Você pode gostar...

  • Anônimo

    Boa noite! Poderia falar alguma matéria sobre o sr Caboclo Pena Dourada? Obrigado!

    • Irmão, seria irresponsabilidade minha falar sobre uma entidade que não conheço e nunca vi trabalhar. Vou procurar saber mais, se encontrar algum médium que tenha mentor desta linha pedirei a ele para resenhar sobre.

      Axé!

  • Felipe

    Douglas, como sempre impecavel! ótimo artigo! abraços

  • Valquiria

    Hola, yo conocí un medium que tenía un caboclo Pena Dorada. Es un caboclo que trabaja en la línea de Oxossi con influencia de la mae Oxum. Un caboclo muy amable, tranquilo que trabaja mucho sobre la situación afectiva y emocional de las personas

  • vanderlei Parada

    Ouvi falar de um caboclo da linha de Oxalá, Pomba Branca, não encontrei nenhuma menção, o amigo em sua experiência já ouviu algo sobre ele?

    • Olá Vanderlei, Pomba Branca não conheço, conheço o Pena Branca, que dizem ser de Oxalá, mas não existem caboclos na linha de Oxalá.