EEE em Estudo – Parte V / Segunda Ordem: Bons Espíritos

Painel Interno Parte VNo último artigo terminamos a explanação sobre a terceira ordem de espíritos, os espíritos impuros. Dando sequência ao nosso estudo, vamos abordar agora a classe dos Bons Espíritos, que se encontram na segunda ordem. Se você perdeu os textos anteriores, clique aqui para lê-los.

Primeiramente o que devemos perceber é que tanto os espíritos dados como Impuros, quanto os dado como Bons, podem se encontrar (salvo exceções) tanto encarnados, quanto desencarnados.

“Caracteres Gerais. Predomínio do Espírito sobre a matéria; desejo do bem. Suas qualidades e seu poder de fazer o bem estão na razão do grau que atingiram: uns possuem a ciência, outros a sabedoria e a bondade; os mais adiantados juntam ao seu saber as qualidades morais. Não estando ainda completamente desmaterializados, conservam mais ou menos, segundo sua ordem, os traços da existência corpórea, seja na linguagem, seja nos hábitos, nos quais se encontram até mesmo algumas de suas manias¹. Se não fosse assim, seriam Espíritos perfeitos.

Compreendem Deus e o infinito e gozam já da felicidade dos bons. Sentem-se felizes quando fazem o bem e quando impedem o mal. O amor que os une é para eles uma fonte de inefável felicidade, não alterada pela inveja nem pelos remorsos, ou por qualquer das más paixões que atormentam os Espíritos imperfeitos; mas terão ainda de passar por provas, até atingirem a perfeição absoluta.

Como espíritos, suscitam bons pensamentos, desviam os homens do caminho do mal, protegem durante a vida aqueles que se tornam dignos, e neutralizam a influência dos Espíritos imperfeitos sobre os que não se comprazem nelas.

Quando encarnados, são bons e benevolentes para com os seus semelhantes; não se deixam levar pelo orgulho, nem pelo egoísmo, nem pela ambição; não provam ódio, nem rancor, nem inveja ou ciúme, fazendo o bem pelo bem.

A esta ordem pertencem os espíritos designados, nas crenças vulgares, pelos nomes de bons gênios, gênios protetores, Espíritos do bem. Nos tempos de superstição e de ignorância, foram considerados divindades benfazejas.

Podemos dividi-los em quatro grupos principais: Espíritos Benévolos, Espíritos Sábios, Espíritos Prudentes e Espíritos Superiores.” – Allan Kardec.

Meus comentários: Aqui encontramos os espíritos que ainda não sobrepujaram todos os aspectos materiais, porém são considerados bons espíritos, pois sua inclinação é mais espiritual, do que material. O próprio Kardec afirma que eles ainda não são espíritos PERFEITOS, mas bons em essência, que apresentam resquícios e até mesmo manias que carregavam quando da vida material.

Grande parte dos espíritos de direita que militam na Umbanda é encontrada dentro dessa Ordem de espíritos. Alguns mais elevados que os outros em suas buscas pela perfeição, mas ainda assim, não atingiram o grau de perfeição plena. Isso implica que eles ainda assim, mesmo com todo arcabouço de conhecimento que possuem, podem cometer erros. Porém seus erros nunca serão por leviandade ou proposital, podem errar tentando acertar da melhor forma possível.

No próximo artigo iremos abordar sobre as quatro classes de espíritos que encontramos dentro dessa ordem: Benévolos, Sábios, Prudentes e Superiores.

Acompanhe toda a série: Escala Evolutiva dos Espíritos em Estudo e deixe seus comentários, dúvidas, críticas ou sugestões aí embaixo.


¹ Os guias de Umbanda se encontram nessa classe em sua maioria.

Terapeuta Natural (Naturopata) e futuro Acupunturista, Idealizador do blog Perdido em Pensamentos e pretenso escritor. Geminiano com ascendente em Leão e lua em Touro, acredita que toda forma de estudo é importante. Médium umbandista e eterno questionador, tem interesses em temas como: Espiritualidade, Espiritismo, Umbanda, Magia e Terapias Naturais. É apaixonado pela cidade de São Paulo, onde tudo é possível. Colecionador de livros, principalmente sobre Umbanda (quanto mais antigo melhor).

Douglas Rainho

Terapeuta Natural (Naturopata) e futuro Acupunturista, Idealizador do blog Perdido em Pensamentos e pretenso escritor. Geminiano com ascendente em Leão e lua em Touro, acredita que toda forma de estudo é importante. Médium umbandista e eterno questionador, tem interesses em temas como: Espiritualidade, Espiritismo, Umbanda, Magia e Terapias Naturais. É apaixonado pela cidade de São Paulo, onde tudo é possível. Colecionador de livros, principalmente sobre Umbanda (quanto mais antigo melhor).

Você pode gostar...