Santo Antônio de Pádua

Santo Antônio de PáduaSanto Antônio de Pádua, Santo Antônio de Lisboa ou O Martelo dos Heréticos, são alguns dos nomes pelos quais esse santo – um dos doutores da Igreja – é conhecido.

Nasceu em 15 de agosto, na cidade de Lisboa em Portugal, por volta dos anos 1191-1195 e veio a desencarnar em 13 de Junho de 1231 na cidade de Pádua, região de Veneto na Itália.

Um dos mais populares santos católicos e que também é cultuado em várias religiões afro-brasileiras.

Possuidor de uma oratória admirável, era tido como um grande pregador. Nas descrições da época sempre é mostrado o fascínio que ele exercia nos ouvintes através da sua oratória. Combatia a ideia dos ricos cada vez mais ricos e sempre protegia os pobres, possuía também uma característica de lutar contra as heresias de seu tempo, vindo a ganhar a alcunha de Martelo dos Heréticos (malleus hereticorum). É bem capaz que fosse médium e fizesse suas palestras sempre inspirado pelos espíritos superiores.

Em sua biografia é exaltado seu lado intelectual, sempre bem preparado, onde são encontradas citações da época clássica, escritos por Aristóteles, Sócrates, Sérvio, Plínio – O Velho, Cícero, Sêneca e outros grandes pensadores da antiguidade. Além disso tinha conhecimentos profundos na área da medicina, da física, de história natural, de zoologia, botânica, astronomia e ótica.

Dentre os feitos (alguns chamam de milagres) a ele atribuídos, encontramos:

  • O Sermão aos Peixes: Vários peixes teriam se juntando aos seus pés enquanto ele proferia seus sermões.
  • Teria feito um burro se ajoelhar diante da hóstia consagrada.
  • Teria restaurado um pé amputado de uma pessoa.
  • Teria sobrevivido a um envenenamento, após ter feito sinal da cruz em cima da comida envenenada.
  • Teria presenciado a manifestação do Menino Jesus.
  • Teria estado em dois lugares ao mesmo tempo, fenômeno da bilocação.

Dentre suas diversas atribuições estão a de Santo Casamenteiro, pela sabedoria popular. É cultuado especialmente pelas moças que fazem várias simpatias e promessas ao santo para que ele lhe arranje um marido. Algumas chegam a ser cruéis como enterrar uma imagem do santo, colocar o mesmo de cabeça para baixo em um copo de água e inclusive retirar o menino Jesus de seus braços e só devolvê-lo quando conseguir o par ideal.

Dentro de algumas culturas religiosas afro-brasileiras ele é associado ao Orixá Exu, pela capacidade de estar em vários lugares ao mesmo tempo e também pela retórica fantástica. Inclusive é possível encontrar uma imagem do santo dentro das casas de Exu ou tronqueiras em alguns locais. Na  Umbanda Tradicional ele é o responsável pela primeira falange da Linha de Oxalá. Essa falange é composta de frades e freiras que trabalham lutando contra o mal através de conselhos, palestras e orações. Raramente há uma incorporação de um falangeiro desta linha, trabalham mais no campo mental e emocional.

Santo Antônio também é considerado o patrono do culto de Jurema, sendo conhecido também como Santo Antônio da Jurema ou Santo Antônio de Pemba.

Entre suas atribuições, encontramos o pão, o livro e também o lírio branco. Então para oferendar esse santo com esses itens, geralmente acendendo uma vela branca ou uma vela marrom – cor do hábito franciscano – ao lado da oferenda.

Sua oração é muito entoada em necessidade de proteção contra o mal, seja ele de que origem for.

Oração e bênção de Santo António

Eis a Cruz do Senhor:
Presenças inimigas fugi!
Venceu o Leão da Tribo Judá,
Filho de David! Aleluia!

(Breve)

O Senhor Jesus Cristo esteja junto de nós, para Nos defender;
Dentro de nós, para nos Conservar;
À frente de Nós, para Nos guiar;
Atrás de nós para nos Guardar;
Sobre Nós para nos Abençoar;
Ele que, com o Pai e o Espírito Santo,
vive e reina por todo o sempre.
Ámen.

A bênção de Deus, todo Poderoso,
Pai, Filho e Espírito Santo desça sobre nós
e permaneça para sempre.
Ámen.

Fonte: http://www.paroquias.org/oracoes/?o=173

St._Anthony_-_facial_reconstruction_-_for_user_picture[1]Em 2014, um grupo de pesquisadores do Museu Antropológico da Universidade de Pádua (Padova, Itália), reconstituiu a aparência do santo através de diversas técnicas à partir do seu crânio. E a mesma foi ilustrada por Luca Bezzi na imagem seguinte.

É o padroeiro dos amputados, dos animais, dos barqueiros, dos idosos, dos pescadores, das grávidas, dos agricultores, dos viajantes, dos marinheiros, dos cavalos e burros, dos pobres, dos oprimidos, das minorias e das pessoas estéreis.

E é um dos santos comemorados nas festas típicas ocorridas dentro do Brasil no mês de Junho (13), juntamente com São João Batista (24) e São Pedro (29).

Terapeuta Natural (Naturopata) e futuro Acupunturista, Idealizador do blog Perdido em Pensamentos e pretenso escritor. Geminiano com ascendente em Leão e lua em Touro, acredita que toda forma de estudo é importante. Médium umbandista e eterno questionador, tem interesses em temas como: Espiritualidade, Espiritismo, Umbanda, Magia e Terapias Naturais. É apaixonado pela cidade de São Paulo, onde tudo é possível. Colecionador de livros, principalmente sobre Umbanda (quanto mais antigo melhor).

Douglas Rainho

Terapeuta Natural (Naturopata) e futuro Acupunturista, Idealizador do blog Perdido em Pensamentos e pretenso escritor. Geminiano com ascendente em Leão e lua em Touro, acredita que toda forma de estudo é importante. Médium umbandista e eterno questionador, tem interesses em temas como: Espiritualidade, Espiritismo, Umbanda, Magia e Terapias Naturais. É apaixonado pela cidade de São Paulo, onde tudo é possível. Colecionador de livros, principalmente sobre Umbanda (quanto mais antigo melhor).

Você pode gostar...