Magias em Garrafas ou Bottle Spells na Umbanda

canningjars[1]Deparei-me outro dia com um texto interessante sobre magias de garrafa utilizadas por certas entidades na Umbanda em um blog chamado Baiano Juvenal, o texto completo você encontra mais no final da postagem.

Mas quero dar um parecer sobre esse tipo de magia e também a sua utilização na Umbanda.

Primeiramente as magias de garrafa não são uma novidade dentro da cultura brasileira e principalmente Umbandista – apesar do autor do artigo do Blog do Baiano Juvenal pontuar de forma diferente. É uma prática muito comum dentro do benzimento e também através de diversas garrafadas de ervas e das “garrafas de bruxa”, que ganham outros nomes na Umbanda.

Além disso essa é uma prática comum em religiões que tem influência nativo-americana e também africana. Encontramos essa prática no Vodu, no Hoodoo e também no Juju (não confundir com o Juju de proteção). No interior do brasil você costuma encontrar garrafas cheias de pregos para proteção, outras com terra, outras com líquidos e ervas e até com animais em algum meio de conservação.

O que podemos evidenciar é que a Umbanda é uma religião agregadora, costuma adicionar novas práticas dentro das já usuais, principalmente as advindas de práticas mágicas de outras culturas. Aliado a isso, podemos notar uma popularização do Hoodoo, onde o sistema de magia de garrafa (bottle spell) é mais comum – Honey Jar, Vinager Jar e outras – e com isso é claro que haverá aqueles que irão praticar a mesma dentro da Umbanda. Devemos primeiro separar se é realmente uma instrução do astral ou se é apenas o mental do médium falando mais alto nesse momento.

Em se tratando de magia – ou feitiçaria, já que apenas reproduzimos uma fórmula pronta – se deve tomar todos os cuidados possíveis. Nunca usar um tipo de magia como esse, que existe uma contenção para prejudicar alguém. Nunca fazer esse tipo de magia sem uma salvaguarda para desfazer o mesmo. Saber exatamente como fazer e o que se pede, principalmente em COMO pedir, para evitar dessabores futuros. Finalmente, lembrar que a Lei de Ação e Reação rege tudo, tudo aquilo que vai, volta com maior força, saiba o que está fazendo.

Um exemplo de benzimento com garrafas ensinado pelo Sacerdote Géro Maita:

Garrafada para purificação da casa e das pessoas que nela vivem

Material

  • 1 Garrafa
  • Água
  • Sal Grosso
  • Pétalas de 7 rosas brancas

Colocar metade da garrafa com sal grosso e completar com água ou completar a garrafa inteira com água do mar. Colocar as pétalas de 7 rosas brancas. Fechar a garrafa e benzer toda a casa e as pessoas que nela vivem com o seguinte benzimento:Benzimento:”Em nome de Deus, de Jesus e de minha Mãezinha Iemanjá, eu vos peço que seja retirado desta casa e de todas as pessoas que nela vivem todo o negativismo que neles possam estar instalados. Peço também que na tua força amada Mãe, seja gerada para essa casa e para seus moradores somente bons acontecimentos, no campo físico, no campo espiritual e no campo material. Amém.”Para essa garrafada reza-se 5 Credos (Pode ser o credo umbandista), 5 Pai Nosso e 6 Ave-Maria. Terminar o benzimento atrás da porta de saída da casa e deixar a garrafa lá por 7 dias. Após os 7 dias deixar a garrafa embaixo de uma árvore ou enterrá-la na terra ou em solo arenoso.

A ideia da magia de garrafa é criar um campo mágico contido – a própria garrafa – onde teremos elementos (cúrios) e o testemunho (pedaço de cabelo, unha, líquidos corporais, objetos de uso pessoal ou o nome do “alvo” da magia). Dentro desse espaço fechado o testemunho estará sendo sempre impregnado pela energia potencializada pela conjuração, então podemos dizer que é uma magia “sem-fim” enquanto o mesmo for mantido alimentado. Geralmente se alimenta uma magia de garrafa com velas acessas em cima da mesma ou com outros rituais – pós, mais reforço na conjuração e líquidos alcoólicos.

Algumas dessas magias são dispersivas, ou seja, devem ser conjuradas e depois rompe-se o recipiente de contenção. Geralmente é feito com magias negativas, de ódio ou vingança. Não preciso nem dizer que isso não é algo para se praticar ao léu, correto? Magia negativa gera karma negativo e a Lei de Causa e Efeito e Ação e Reação se aplicam também. Não existe mago eternamente protegido, ainda mais quando se trabalha com sentimentos menores. Porém é interessante entender esse processo para uma necessidade em “desfazer” ou “quebrar” o mesmo.

Acompanhe abaixo a transcrição do artigo retirado do blog citado:

MAGIAS DE GARRAFAS: UMA SOLUÇÃO PARA A REALIDADE DOS DIAS DE HOJE

Você já recebeu de algum guia a orientação para fazer alguma magia dita como “Garrafada”? Em nossa prática Umbandista temos visto em cada vez mais terreiros, cada vez mais guias e para cada vez mais tipos de queixa a solução da magia dita como “Garrafada”. Neste artigo, falaremos um pouco mais sobre seu preparo, manuseio e mistérios.

FUNCIONALIDADE E OBJETIVOS

Uma garrafada pode ter diversas funcionalidades e objetivos, entre eles, fortalecimento, quebra de demanda, desenvolvimento mediúnico, abertura de caminhos, etc. Geralmente o guia orienta o consulente que tipo de itens, magia e mistérios terá dentro desta garrafada. Vamos imaginar, por exemplo, que um consulente procura o guia para pedir ajuda a alguém que vê a Umbanda com maus olhos e nunca virá no terreiro. Pode-se pedir que faça uma garrafada com as ervas que a pessoa precisaria tomar banho e colocar junto as ervas o nome da pessoa, algum objeto de uso, etc, de modo que deixar o nome da pessoa simbolicamente na líquido contendo as ervas necessárias em analogia a pessoa ter de fato tomado o banho.

É claro que este tipo de magia não substitui o banho de ervas, porém, temos visto e encontrado esta solução por exemplo para aqueles casos em que a pessoa não pode ou não quer fazer o banho de ervas, neste sentido, um parente poderia depositar ali as suas boas intenções sobre a pessoa que se quer ajudar.

Já na linha de esquerda por exemplo, já observamos garrafadas solicitadas por Exus contendo contas de cristal, pinga, azeite de dendê, entre outros itens, onde o guia pede para passar a garrafa de vidro no corpo e quebrar em uma encruzilhada ou local próprio para despachos (santuários sagrados, por exemplos). Esta garrafada aparentemente objetiva a abertura de caminhos e a quebra simbólica de demandas.

Em linha de marinheiros, já observamos garrafadas com areia, água do mar, sal grosso, conchas, etc. Em linha de ciganos, recentemente mostramos a magia do “Pote da Prosperidade”, trata-se de uma magia no teor de “Garrafada”, porém seca, apenas com o uso de grãos sólidos. Cada linha vêm manifestando os seus mistérios terreiro a terreiro, o que nos leva a acreditar que esta tendência como portifólio de magia, foi bem aceita no plano espiritual.

Na quimbanda e rituais de magia negra, garrafadas tem sido utilizada para esfriar um casamento, separar pessoas, amarrações, etc. O que é bom ou mau não é a garrafada em si, mas as intenções de quem a faz. Em Umbanda atuamos com a lei do retorno, ou seja, tudo que fazemos para o outro tende a voltar 7 vezes para nós (“7 linhas”). Por isso, esta religião se baseia em evolução espiritual, prática da caridade, bondade e ensinamentos de Oxalá. Mesmo que haja terreiros, médiuns mau intencionados ou pessoas que utilizem-se desta opção de magia para o bem ou para o mau, a consciência é sempre de quem a manuseia.

VANTAGENS E DESVANTAGENS DA MAGIA DE GARRAFA

Muitas críticas tem sido levantadas para este tipo de magia, como por exemplo, “Umbanda agora usa plástico em seus rituais”? Não podemos esquecer que toda religião evolui. Vivemos em um mundo muito diferente do que aquele mundo onde a Umbanda teve inicio. A tecnologia avançou, a economia avançou, a escola avançou, as religiões avançaram, a ciência avançou, e como tal, a Umbanda não pode se permitir parar no tempo.

Uma vantagem para este tipo de magia é a praticidade em delegar, por exemplo, os itens ao consulente para que ele administre o ritual. Esta é uma magia que pode chegar ao seu alvo à distância (mesmo que não substitua por exemplo, os passes e banhos presenciais). Na Umbanda tudo que é feito com fé, amor e dedicação tem resultado. O que precisamos refletir é como e quando usar determinado tipo de magia.

GARRAFADA PARA ABERTURA DE CAMINHOS

A garrafada a seguir foi passado pelo guia Tranca Rua das Almas sob incorporação do médium Eduardo de Oxóssi (SP) com a finalidade de proteção e abertura de caminhos. A mudança nos elementos podem variar de acordo com o mistério do guia e das necessidades do consulente.

  • 1 Garrafa
  • 7 vezes o nome da pessoa que precisa da magia, proteção e abertura de caminhos
  • Erva Abre Caminho
  • Erva Espada de Ogum
  • Erva Espada de Yansã
  • Erva Levante
  • Erva Tapete de Oxalá
  • Erva Alecrim
  • Erva Arruda

Misturar e macerar as ervas à mão fazendo sua prece e oração como se fosse fazer o banho, colocar na garrafa e chacoalhar todos os dias do tratamento. A quantidade de dias em que esta garrafa fica em casa ou em um local indicado pelo guia varia de acordo com o propósito e mistério do guia. Esta no caso, responde à 7 linhas em especial a Ogum, Oxalá e Yansã, ficará 7 dias na casa do médium e depois pode ser despachada naturalmente.

Fonte: http://baianojuvenal.blogspot.com.br/2015/05/magias-de-garrafas-uma-solucao-para.html

7 - Lei da Causa e Efeito

Toda e qualquer atividade mágica tem seus dois polos, não ache que magia negra – se é que magia tem cor – é apenas desejar o mal para alguém ou praticá-lo. Existe muito mais sobre isso, recomendo o livro Magia de Redenção, de Ramatis, que aborda bem esse tema.


Bottle Spells é o nome mais conhecido desse tipo de prática mágica, porém soa ERRADO quando falamos de Umbanda por ser um termo em inglês. A intenção foi só demonstrar práticas similares atraindo tanto o público que conhece o mesmo como Garrafada quanto os novos praticantes de Hoodoo e outros sistemas de magia folclóricas.

Terapeuta Natural (Naturopata) e futuro Acupunturista, Idealizador do blog Perdido em Pensamentos e pretenso escritor. Geminiano com ascendente em Leão e lua em Touro, acredita que toda forma de estudo é importante. Médium umbandista e eterno questionador, tem interesses em temas como: Espiritualidade, Espiritismo, Umbanda, Magia e Terapias Naturais. É apaixonado pela cidade de São Paulo, onde tudo é possível. Colecionador de livros, principalmente sobre Umbanda (quanto mais antigo melhor).

Douglas Rainho

Terapeuta Natural (Naturopata) e futuro Acupunturista, Idealizador do blog Perdido em Pensamentos e pretenso escritor. Geminiano com ascendente em Leão e lua em Touro, acredita que toda forma de estudo é importante. Médium umbandista e eterno questionador, tem interesses em temas como: Espiritualidade, Espiritismo, Umbanda, Magia e Terapias Naturais. É apaixonado pela cidade de São Paulo, onde tudo é possível. Colecionador de livros, principalmente sobre Umbanda (quanto mais antigo melhor).

Você pode gostar...

  • Elton Francisco

    Gostei disso… mas pra mim é novidade. Faz sentido o feitiço na garrafa…

  • Yahiko

    Preciso de ajuda, não conheço sobre a religião..hoje fui na casa de uma vizinha aqui.. ela abandona cães no seu terreno para que ninguém entre e mecha na casa dela, que está abandonada a anos.. uma vez ela deixou dois cães, um com tanta fome e maior que o outro o comeu, simplesmente canibalismo. Eu depois desse fato, tentei ajudar o cão que restou colocando comida, só que ele teve um ataque de raiva, espumou pela boca e morreu, infelizmente. Hoje vi outro cão que ela deixou para morrer.. mas não to afim de deixar isso acontecer de novo.. hoje entrei na sua casa(terreno) e fui por um pouco de água e ração.. o animal estava faminto.. logo fui olhar um pouco pra saber mais sobre onde estava me metendo, vi um quadro com um palhaço na parede.. e do lado de uma arvore, tinha uma garrafa de ponta cabeça, com umas coisas brancas dentro, e eu sem saber, encostei pra saber o que era, não removi, só toque, não sei se é feitiçaria, magia com garrafa.. mas quero saber o que isso trará de mal para mim. obrigado.

    • Douglas Rainho

      Não creio que você precise se preocupar.

      • Yahiko

        obrigado