Por que o Espiritismo não é levado a sério?

O Espiritismo é uma doutrina filosófica surgida – codificada – por Allan Kardec no final do século XIX, através da comunicação das forças inteligentes invisíveis que ele denominou de Espíritos. É uma doutrina baseada em três pilares: Ciência, Filosofia e Moral. Em alguns aspectos esse pilar da Moral se transformou em religião, especialmente no Brasil, onde sofreu influência direta do Roustaignismo e de dogmas de egressos católicos. Aliada a uma profunda mistificação e fantasia criada pelos adeptos em busca do sistema maniqueísta da vida.

Devido a isto, muito do que se fala sobre espiritismo talvez não o seja mesmo, se seguirmos a doutrina em sua codificação mais pura. Ainda pior é ver que muito do que ocorre é encarado por outros, que desconhecem o verdadeiro Espiritismo, como uma grande fantasia de mentes perturbadas. Por fim, o pior é que não são levados a sério em nenhum núcleo realmente intelectualizado e científico.

Abaixo eu reproduzo um texto que me deparei esses dias de suposta autoria de Geraldo Lemos Neto, surgida de uma suposta conversa com Chico Xavier. O nome do texto é “Onde estaria o espírito de Hitler?”.

Para melhor compreensão deste artigo, peço aos leitores para que se dispam dos preconceitos e das atitude se pensamentos politicamente corretos. Estamos analisando aqui sob a ótica espírita e não sobre preciosismos e devaneios de nossos sentimentos de inferioridade e vitimismo.  Abaixo reproduzo o texto em sua íntegra:

Onde estaria o espírito de Hitler?

(…) Perguntei ao Chico sobre Hitler. Onde estaria o espírito de Hitler ? Chico então me contou uma história muito interessante. Segundo ele, imediatamente após a sua desencarnação, o espírito de Hitler recebeu das Altas Esferas uma sentença de ficar 1.000 anos terrestres em regime de solitária numa prisão espiritual situada no planeta Plutão. Chico explicou-me que esta providência foi necessária não somente pelo aspecto da pena que se lhe imputara aos erros clamorosos, mas também em função da Misericórdia Celeste em protegê-los da horda de milhões de almas vingativas que não o haviam perdoado os deslizes lamentáveis. Durante este período de 10 séculos em absoluta solidão ele seria chamado a meditar mais profundamente sobre os enganos cometidos e então teria nova chance de recomeçar na estrada evolutiva.

Quando o espírito de Gandhi desencarnou, e ascendeu aos Planos Mais Altos da Terra pela iluminação natural de sua bondade característica, ao saber do triste destino do algoz da humanidade na II Grande Guerra Mundial, solicitou uma audiência com Jesus Cristo, o Governador Espiritual da Terra, e pediu ao Cristo a possibilidade de guiar o espírito de Hitler para o Bem, o Amor e a Verdade. Sensibilizado pelo sacrifício de Gandhi, Nosso Senhor autorizou-o na difícil tarefa e desde então temos Gandhi como dos poucos que se aproximam do espírito de Hitler com compaixão e amor…
Impressionado perguntei ao Chico : Então Chico, o Planeta Plutão é um planeta penitenciária ?

E ele me respondeu : É sim, Geraldinho. Em nosso Sistema Solar, temos penitenciárias espirituais em Plutão, em Mercúrio e na nossa Lua terrena. Eu soube por exemplo que o espírito de Lampião está preso na Lua. É por isso que alguns astronautas que lá pisaram, sentindo talvez um frio na alma, voltaram à Terra meio desorientados e tristes. Soube de um até que se tornou religioso depois de estar por lá !

Como vemos o nosso Chico era capaz de desvendar muitos mistérios em torno da organização da vida mais além ! E com que simplicidade e naturalidade ele nos falava dessas coisas …”

Sabemos por estudos e revelações mediúnicas que alguns orbes são sistemas penitenciários. Um bom exemplo disso é a Lua, no seu lado escuro possuindo uma prisão espiritual onde se encontram os espíritos à espera do exílio espiritual do planeta terra no seu momento de evolução.

Espero que o texto tenha ajudado nas dúvidas! Muita Paz!

Fonte: https://espiritismodaalma.wordpress.com/2015/05/01/onde-estaria-o-espirito-de-hitler/

Vamos agora as conjecturas, recorrendo algumas vezes ao Livro dos Espíritos:

Hitler fora punido mandado a uma colônia penal em Plutão por 1.000 anos.

O Livro dos Espíritos na Pergunta 234 diz:

  1. Existem, como foi dito, mundos que servem de estações ou de lugares de repouso aos Espíritos errantes?

      — Sim, há mundos particularmente destinados aos seres errantes, mundos que eles podem habitar temporariamente, espécie de acampamentos, de lugares em que possam repousar de erraticidades muito longas, que são sempre um pouco penosas. São posições intermediárias entre os mundos, graduados de acordo com a natureza dos Espíritos que podem atingi-los, e que neles gozam de maior ou menor bem-estar.

Podemos aceitar essa ideia de exílio em Plutão? Talvez, porém sabemos que os Espíritos se agregam através da simpatia, seja ela positiva ou negativa. Seres que vibram no mesmo sentido e intenção acabam por se congregar em lugares afins. Os locais de punição não são exatamente físicos, mas sim estados de consciência. Aceitar que Hitler foi imputado por Deus a ir para Plutão é um erro, Deus não interfere na Obra. Ele deixou as suas leis claramente definidas para não ter que ir contra e subvertê-las ou ignorá-las quando bem lhe aprouvesse, visto que é uma entidade (ser, conceito, ideia) Onipotente, Onisciente e Onipresente, não há porque revogar suas próprias leis. É mais capaz aceitar que Plutão por ser bem distante do Sol, é um planeta frio e desolado e que alguns Espíritos se direcionam para lá por essa semelhança com o mental e o emocional degenerado que possuem. Ninguém lhe pune, muito menos Deus, a punição se dá por nós mesmos em nossas consciências, quando estamos prontos.

Mas também há muitos casos de seres espirituais trevosos milenares que continuam a promulgar a maldade mesmo desencarnados e que não foram penalizados. Como isso é possível? É, pois a liberdade ou livre-arbítrio não cessa com o desencarne.

Chico explicou-me que esta providência foi necessária não somente pelo aspecto da pena que se lhe imputara aos erros clamorosos, mas também em função da Misericórdia Celeste em protegê-los da horda de milhões de almas vingativas que não o haviam perdoado os deslizes lamentáveis. Durante este período de 10 séculos em absoluta solidão ele seria chamado a meditar mais profundamente sobre os enganos cometidos

Todos os espíritos tem a liberdade de singrar por onde sua vibração permite, logo é impossível que Hitler ficasse solitário. Julguemos que ele fosse um Espírito de extrema importância e que movimentaria hostes celestiais elevadíssimas para protegê-lo contra o assédio de entidades trevosas que poderiam querer recrutá-lo para suas hordas. Bom, não vejo muita lógica nisso, visto que ele já iria sofrer a Lei do Retorno conhecida como Lei de Ação e Reação. Uma das leis imutáveis de Deus, que muitos confundem com o Karma. Ele seria atormentado pelas almas que não tivessem compreendido pelo que passaram – Afinal se passaram, houve motivo, mesmo a despeito da crueldade dos atos praticados. E a própria tormenta é a paga pela qual ele estaria submetido através da Lei anteriormente citada.

  1. Todos os homens são iguais perante Deus?

— Sim, todos tendem para o mesmo fim e Deus fez. as suas leis para todos. Dizeis freqüentemente: “O Sol brilha para todos”, e com isso dizeis uma verdade maior e mais geral do que pensais.

Comentário de Kardec:Todos os homens são submetidos às mesmas leis naturais, todos nascem com a mesma fragilidade, estão sujeitos às mesmas dores e o corpo do rico se destrói como o do pobre. Deus não concedeu, portanto, superioridade natural a nenhum homem, nem pelo nascimento, nem pela morte: todos são iguais diante dele.

Quando o espírito de Gandhi desencarnou, e ascendeu aos Planos Mais Altos da Terra pela iluminação natural de sua bondade característica, ao saber do triste destino do algoz da humanidade na II Grande Guerra Mundial, solicitou uma audiência com Jesus Cristo, o Governador Espiritual da Terra, e pediu ao Cristo a possibilidade de guiar o espírito de Hitler para o Bem, o Amor e a Verdade. Sensibilizado pelo sacrifício de Gandhi, Nosso Senhor autorizou-o na difícil tarefa e desde então temos Gandhi como dos poucos que se aproximam do espírito de Hitler com compaixão e amor…

Pronto, aqui mesmo o autor refuta a ideia de Hitler viver na eterna solidão. Consideramos que Deus, através da intercessão de Jesus Cristo, acabou por mudar de ideia e permitir isso. Oras, então Deus assumiu que falhou e voltou atrás em uma de suas designações? Já invalida todo o texto. Além disso olhemos abaixo a resposta do Livro dos Espíritos sobre a elevação dos Espíritos:

  1. poder e a consideração de que um homem goza na Terra dão-lhe alguma supremacia no mundo dos Espíritos?

— Não; pois os pequenos serão elevados e os grandes, rebaixados. Lê os salmos.

Ora, como sabemos que Gandhi – apesar de sua vivência pacífica na Terra – era um espírito da estirpe de Jesus e que teria acesso ao mesmo? Seus feitos foram grandes, mas foram restritos a um só local. Gandhi é um Espírito Bondoso porém não Puro como Jesus, logo Jesus teria que permitir ou ir ao encontro de Gandhi. Realmente, é pra pensar. Será que um Espírito como Jesus, dito o Governador do Orbe, teria espaço em sua “agenda” para atender a solicitação sobre um único e singular espírito? Ele está direcionando todo um planeta e toda sua população e iria se pautar a dar um respaldo sobre um único indivíduo? Aí iria contra dizer que todos nós somos iguais, pois ele estaria tendo a intercessão diferenciada, e não é uma boa alma – Hitler – para ser ajudada, seria um genocida como muitos historiadores dizem.

Mas:

  1. Qual é a natureza das relações entre os bons e os maus Espíritos?

— Os bons procuram combater as más tendências dos outros, a fim de os ajudar a subir; e uma missão.

OK! Agora sim pode ser real, se não houvesse todo o restante do texto e a pergunta abaixo coloca mais ainda sobre:

  1. Os maus Espíritos poderiam suscitar-lhe planos errados, com vistas à derrota?

— Sim, mas não tem ele o seu livre-arbítrio? Se o seu raciocínio não lhe permite distinguir uma ideia certa de uma falsa, terá de sofrer as conseqüências e faria melhor em obedecer do que em comandar.

Ele tem seu livre-arbítrio e de alguma foram um evento como a II Guerra Mundial não aconteceria contra as vontades da programação planetária, devido ao seu grande impacto, até nos dias atuais. Porém veja, se Hitler não foi capaz de ele mesmo distinguir sobre o que fez, deve sofrer as consequências de seus atos.

  1. Que pensar daquele que suscita a guerra em seu proveito?

— Esse é o verdadeiro culpado e necessitará de muitas existências para expiar todos os assassínios de que foi causa, porque responderá por cada homem cuja morte tenha causado para satisfazer a sua ambição.

Observem, precisará de muitas existências para expiar todos os assassínios de que foi causa!! Não fala sobre viver em uma solitária sideral, com um guarda costas elevado para lhe guiar os passos. Então, usando simplesmente o Livro dos Espíritos mais um pouquinho de raciocínio e discernimento é capaz de compreender de outra forma esse texto inteiro. Quanto ao lado escuro da Lua ser uma forma de prisão também, outra invenção de escritores new-age e mentes férteis. As prisões são nossas consciências, o lado escuro é escuro simplesmente por questões astronômicas. E vamos raciocinar, como combate-se as trevas? Com mais trevas ou com a Luz?

Não estou desdenhando de Chico Xavier e nem de seus textos, que tem seus fundamentos e tem suas bases. Nunca poderia duvidar do ser humano que Chico Xavier foi, com suas obras caritativas e seu amor a ser doado, mas aqui estamos falando de um suposto texto seu, que não poderia ser confirmado pois o Chico não está mais encarnado. Muitas coisas são atribuídas aos mortos, principalmente os que mais tiveram exposição midiática ou carismática. Já perdi a conta de quantas profecias que supostamente Chico fez.

Entendam, todos os simpatizantes do Espiritismo, que enquanto ficarmos com essas ilusões na mente criando arco-íris multicoloridos em cima da espiritualidade, jamais seremos levados a sério. O estudo do Espiritismo é sério e deve ser feito por gente séria sem o melindre natural que encontramos nas histórias de heróis e mártires tão populares no catolicismo.  Vamos usar a fé racional para discernir entre o que pode ou não ser verdadeiro, não vamos acreditar em todos romances espíritas e muito menos em todos os espíritos. Elevemos sempre o padrão mental procurando evoluir mentalmente, intelectualmente e moralmente. Deixamos o atavismo cristão no passado a que pertence e vamos estudar.

Observação 1: Gandhi morreu assassinado. Geralmente esses espíritos ao desencarnarem passam por um processo de recuperação emocional e energética do seu perispírito. Mesmo grande espíritos desprendidos da matéria precisam de certo tempo e preparo. Hitler morreu em 1945 e Gandhi em 1948, deixo esse raciocínio para vocês leitores.

Observação 2: Essa é minha reflexão baseado nos meus estudos e entendimentos. Cada qual tem sua própria forma de entender as coisas, logo se você discorda de mim, acho válido e respeito isso. Assim, deixe a sua opinião e a sua reflexão no comentário desse artigo para que mais pessoas possam também refletir. Várias opiniões ajudam e muito.

Terapeuta Natural (Naturopata) e futuro Acupunturista, Idealizador do blog Perdido em Pensamentos e pretenso escritor. Geminiano com ascendente em Leão e lua em Touro, acredita que toda forma de estudo é importante. Médium umbandista e eterno questionador, tem interesses em temas como: Espiritualidade, Espiritismo, Umbanda, Magia e Terapias Naturais. É apaixonado pela cidade de São Paulo, onde tudo é possível. Colecionador de livros, principalmente sobre Umbanda (quanto mais antigo melhor).

Douglas Rainho

Terapeuta Natural (Naturopata) e futuro Acupunturista, Idealizador do blog Perdido em Pensamentos e pretenso escritor. Geminiano com ascendente em Leão e lua em Touro, acredita que toda forma de estudo é importante. Médium umbandista e eterno questionador, tem interesses em temas como: Espiritualidade, Espiritismo, Umbanda, Magia e Terapias Naturais. É apaixonado pela cidade de São Paulo, onde tudo é possível. Colecionador de livros, principalmente sobre Umbanda (quanto mais antigo melhor).

Você pode gostar...

  • Gostei muito do texto: racional e lógico, é um exemplo de como devemos refletir após a leitura de certos textos sensacionalistas que tanto prejudicam a doutrina espírita. Acho que vem do hábito incutido nos fiéis do catecismo cristão anterior aas revelações dos benfeitores espirituais que é, precisamente, a interferência divina em tudo na vida, fazendo milagres e favores mesquinhos, como se fora um criado dos caprichos humanos.

  • Eu acredito que os seus questionamentos são muito justo. Porem pelo que eu li a respeito este trecho que o senhor se refere foi tirado de uma conversa informal entre chico Xavier e seu amigo Geradinho. Que veio a nosso conhecimento assim como tantos outros lindos casos da vida do Chico. Portanto não discordo de todos seus apontamento. NO entanto me pergunto se seria justo eu como espirita que tantos benefícios ja recebi desta doutrina no campo moral ou espiritual desacredita la por conta de uma conversa informal na qual na minha humilde opinião falta maiores elementos para uma discussão(pois não foi o chico em pessoa que disse isso em publico , mas uma segunda pessoa). E tantos outros casos comprovados que se deve levar em consideração antes de se por em cheque o espiritismo. Isso sem contar quantas mães confortadas confortadas. Quantos suicídios evitados. Pessoalmente acho que a doutrina não corre nenhum risco de descrédito por conta de mediuns ou espirita pois a obra é dos espíritos com a bênção de nosso Senhor Jesus Cristo. E aqueles que desacreditam por um ou outro motivo me pergunto se não seria o caso de seguir o seu caminho na religião em que melhor se afina, na qual o faz um homem melhor do que ja foi? Essa é a minha opinião. Como ja disse não discordo do que você escreveu. Ate acho louvavel os seus questionamentos pois não é uma fé cega. Mas não abala em nada o meu crédito no espiritismo.

    • Ivan,
      Ao empregar o termo suposto e supostamente coloco a dúvida sobre a veracidade de tal fato, não podendo confrontar a realidade, como dito no próprio texto, pois o Chico já não está mais encarnado. Eu fiz questão de ressaltar isso para evitar dúvidas, além de falar da conduta do Chico como um grande Ser humano.
      Usei esse texto como exemplo, mas existem diversos outros de diversos autores que vendem muitos livros e que são levados como verdadeiros pelos que o leem sem qualquer discernimento ou critério. Uso justamente a figura do Chico Xavier por ser emblemático. O Espiritismo jamais foi colocado em xeque, mas a forma como lidamos com ele ou o divulgamos.

      • Muitos se prendem ao titulo e ficam com ele na mente e o mantém no decorrer da dissertação, a leitura do texto te leva a consolidar a reflexão e não o titulo. Situações como essas são usadas por outras religiões para denigrir e achincalhar o Espiritismo e por isso temos que tem o devido cuidado com que é publicado e atenção com o que lemos. A reflexão nos leva ao amadurecimento da consciência, a reflexão tira o véu da ignorância e não permite deixar algumas situações de lado. Quantas frases, texto e conversas são atribuídas ao Chico sem nem ser dele apenas pra se valer do peso do nome? Enfim o texto não põe em cheque o Espiritismo, Kardec e Chico e sim pessoas que publicam e divulgam texto sem contexto.

  • Anônimo

    Realmente o senhor é um ” pretenso” escritor. Quer mudar a Doutrina Espírita, impor dúvidas nos que não a conhecem e ainda questionar um de seus maiores médiuns e propagadores. Es tudo à mais de trinta anos e à cada dia descubro o quanto ainda não sei e o quanto me falta ainda. Quer um conselho? Ainda não é seu tempo de ensinar amigo ; mas sim de aprender! Abraço

    • Para provar que não escondo nenhum comentário, pena que o autor é anônimo e profere tanto ódio em seus escritos, indo completamente na contramão do que o grande médium que ele idolatra pregava. Obrigado amigo anônimo, forte abraço, eu sei que sou um aprendiz ainda e espero sempre ser, pois a lição nunca termina.

  • Entendo que a precocupação do Sr. Douglas seja uma espécie de zelo, tal qual o apóstolo Paulo, não estou comparando as atitudes, apenas no ponto do cuidado com a doutrina.
    Acho que meu pensamento se coaduna com o do Ivan Azevedo no sentido de permitir uma liberdade para a manifestação e evolução dos espíritos. Costumo dizer que o próprio Kardec quando iniciou a codificação sofreu perseguições, questionamentos irônicos e toda sorte dúvidas sobre seus critérios científicos. Em outras palavras acho que ainda teremos que ter uma nova onda para chacoalhar a estruturas materialistas existentes.

  • Entendo. Porem o título pode se entender de modo adverso. No entanto me pergunto. Diante de uma imensidão de obras espiritas de essencias sublimes e incontestável pureza doutrinaria na qual o seu estudo e discussão nos traria um enorme benefício porque discutir trechos de “causos” do Chico ou de qualquer outro autor que fique a desejar quanto ao seu conteúdo? Enfim.. O blog é seu e vc posta o que quiser. Porem me deparei com sua publicacao em um grupo e espirita. Achei muito controverso e confuso. Podendo induzir de forma errada quem não tem familiaridade com os livros básicos de kardec. Mas de qualquer forma agradeço a sua resposta.

    • Ivan, eu não sou ninguém pra julgar nada, mas se for seguir a metodologia espírita original nenhum dos escritos do Chico seriam aceitos, pois não passaram pelo CUEE – Controle Universal dos Estudos Espíritas, implementado e usado por Allan Kardec para criar a codificação. Contudo, eu reconheço a beleza dos livros e das histórias neles contidas e de como eles podem inspirar coisas boas nas pessoas, para elas evoluírem. A minha proposta com esses textos é exatamente tirar a pessoa que lê – assim como eu mesmo me tiro – da inércia de achar tudo lindo e maravilhoso sem fazer o laborioso trabalho da reforma íntima e do discernimento.

      No texto referido ao Chico, não se trata de destratar o mesmo e sim de mostrar como usam o nome de um vulto (assim como eu de certa forma também usei) para validar algo que se pensa. Dizer que o Chico falou aquilo, pela admiração que muitos possuem por ele, acaba por dar certa relevância e legitimidade. A maioria das pessoas que acabam se deparando com esses textos água-com-açúcar ou até mesmo com graves erros doutrinários não leram sequer o Livro dos Espíritos, quanto mais toda a obra básica. Então eu posso reproduzir a sua mesma dúvida: “Se permitir um texto desses circular por aí, sem uma contestação ou pelo menos uma chamada ao racionalismo, deixando tudo aos cuidados das emoções e sentimentos, não é também permitir ou induzir de forma errada as pessoas que não tem familiaridade com os livros básicos de Kardec?”

      É questão de ponto de vista! O Espiritismo nasceu do empirismo, do ceticismo e da descrença de Kardec sobre o que ocorria nas mesas girantes. Até o ponto que ele através de estudo lógico e racional teve que concluir que era uma força inteligente que guiava o concurso das mesas e as mesmas reproduziam mensagens inteligíveis. Nunca foi dito que deveríamos aceitar sem pensar em tudo que há escrito, inclusive o que eu escrevo. O que faço é propor o debate, trazer a pergunta e deixo que o leitor procure a SUA resposta.

      Espero que tenha compreendido o meu intuito que nunca foi de denigrir a imagem do Chico Xavier, a quem admiro como grande doador de amor e caridade.

  • Ma

    Querido, é um alento ler um texto que fala da espiritualidade de uma forma lúcida assim. Você nem imagina o quanto foi importante me deparar com essas ideias no dia de hoje! Muito obrigada! Axé!

  • Lendo os comentários eu me pergunto…qual a dificuldade de entender o que se escreve? O texto não se resume ao titulo…e as elucidações estão claras e bem fundamentadas na doutrina…precisa mais de algo? Não podemos questionar quem escreve algo?
    Parabéns pelo texto.

  • Thiago

    Estao se importando demais com isso e a moral cristãf ficando de lado , lembre que o espiritismo evolui junto com a terra . Os espiritos de luz apesar de estar em outro grau nao sao perfeitos , ainda estao aprendendo , o unico perfeito foi o nosso metre Jesus , voces querem saber a verdade ” sedes perfeito como vosso pai celestial é perfeito ” palavras de Jesus , ai sim serao capazes se compreender tudo da vida . Mas para ser perfeito tem que ter uma moral perfeita , sentimentos puros em todos os sentidos , nao amar ao proximo como a si mesmo é amar o proximo mais do que a si mesmo tal qual Jesus o fez quando deixou- se pender e ser crucificado para que nos compeendeasemos o seu evangelho

  • Para nós espíritas essa estória não deve ser levada a sério pois não é o verdadeiro Espiritismo. Mas, ao sujar a imagem do que os outros imaginam ser espiritismo, é ingenuidade esperar que não atrapalhe a estabilidade da nossa doutrina. Basta uma lida nas obras de Kardec para saber que o que acusam não é o Espiritismo real, mas quem acusa normalmente estuda? Se os verdadeiros espíritas não usam da razão para aceitar certas profecias, vamos pedir que os detratores a usem?
    Primeiro que não há provas de que Chico tenha realmente falado isso, ou tem? Lembremos do Waldo Vieira antes de aceitar tudo que dizem do Chico.
    Segundo que Kardec na obra o Céu e o Inferno, fala que a duração da pena depende do endurecimento do Espírito, se em 10 anos, por exemplo, Hitler visse a gravidade dos seus atos, se arrependesse e se dispusesse a reparar, ele ainda demoraria muitas encarnações para quitar sua dívidas, mas esses 1000 anos de punição penitenciária entravariam o progresso do Espírito. Isso não condiz com a misericórdia divina. Se Hitler vai precisar de 10 ou 1 bilhão de anos para se regenerar só Deus sabe.

  • sandro roberto del duque

    Ivan, “Nosso Senhor Jesus Cristo”? Coisa mais católica! Porque não nos referirmos ao Meigo de Nazaré apenas Jesus, um espírito como todos nós??? Concordo com o blogueiro no sentido de que estamos vivenciando a catolização do espiritismo, e isso é uma pena, pois a “Igreja”, com seus dogmas, quase acabou com o verdadeiro cristianismo, posto de lado em detrimento dos ritos, dogmas e mistificações.

  • sandro roberto del duque

    Parabéns Douglas, pelo texto bem escrito e por levantar esta questão tão importante.

  • cleber

    Douglas Rainho, bom dia.

    Tenho que escrever a respeito dos seus argumentos utilizados. Em primeiro lugar começarei pelo titulo do seu artigo (Por que o Espiritismo não é levado a sério?), achei um tanto leviano usar esse título, parece que você combate o espiritismo. Se combate tudo bem, apenas reflete o que pensa. Mas, se não, por que esse titulo? Ou, qual a razão de colocar um titulo para chamar a atenção do espiritismo, levantando que o espiritismo é um erro? O pensamento, ou a comunicação do médium com algum espírito, mas isso mão quer dizer que ele represente o espiritismo. O espiritismo é baseado na codificação de Kardec nas suas obras básicas, e alguns que queiram seguir essa Doutrina, que é o espírito consolador, prometido por Cristo, é séria, com argumento lógicos sobre a vida no plano espiritual, quanto as nossas incertezas quanto ao nosso destino após o desencarne. Então, não é o fato de ter um ou mais, que não entenda o sentido, profundo do espiritismo que esse não seja sério. Seria como um cientista que faz coisas que vão de encontro a ciência e alguém dissesse que por isso que a ciência não é levado a sério. Menos, Douglas, muito menos, vamos pensar antes de escrever, para não gerar pensamentos dúbios.

    Segundo>>> (“Por fim, o pior é que não são levados a sério em nenhum núcleo realmente intelectualizado e científico”). Quais são seus argumentos para dizer que não é levado a sério? Vamos cite algo, na codificação que não seja sério e intelectualizado. Falar que não é sério sem argumentação lógica até o papagaio pode dizer isso, “não é sério, não é sério”. Isso, espiritismo é fruto de pensamentos lógicos e racionais de espiritos, que comunicaram-se através de diversos médiuns. E não foi Karcec que denominou o nome, espírito e sim os próprios, leia a biblia e tenha uma ideia que lá já existe esse nome.

    Terceiro>>> Você está certo em duvidar da comunicação. Pois, como diz o nosso amigo-espírito Bezerra, é preferível descartar 10 verdades do que aceitar uma mentira. Porque cedo ou tarde a verdade vem a tona, enquanto que a mentira pode prejudicar e muito se for aceita. Mas, me baseio nas suas argumentações utilizadas, ou conjecturas que você assim chamou, para descredenciar a comunicação, ora evidenciado.

    Quarto>>> Possa ser que você esteja com a razão, na parte que diz que Hitler foi para o planeta Plutão. Mas, vem um questionamento, e se foi??? Onde é que entrar a revogação das leis de Deus em mandar Hitler para Plutão? Até agora não entendi?? O fato de mandar espiritos atrasados para planetas inferiores é baseado nas leis de Deus, que o espiritismo explanou. Nós, não estamos encerrados no planeta terra eternamente. Como um prisioneiro que praticou um ato bastante grave é enviado a penitenciárias federais que ficam longe de tudo, e mesmo assim, lá encontra aqueles que como ele está pagando pelos erros, assim a sintonia continua e ele paga sem que os outros se endividem-se mais.

    Quinto >>> “Mas também há muitos casos de seres espirituais trevosos milenares que continuam a promulgar a maldade mesmo desencarnados e que não foram penalizados”. Todos que cometem o mal sofrem, você está muito pregado em matar, aniquilar, destruir, achando que pelo fato de serem/estarem espíritos maus que Deus deve descer todo o seu poder sobre o ser para destruií-lo, ledo engano. Quando chamaram a Jesus de “Bom” Mestre, Jesus disse que é bom a não ser Deus? Então, nós não estamos tão bons assim para nos acharmos super superiores aos espíritos trevosos. A pergunta no livro dos espíritos é: pode um homem mal fazer maldade a um homem bom? A resposta foi categórica. Não, Deus não deixa. Dizendo isso explica o porque que estes espíritos nos afeta, porque temos ainda em nós as “tomadas” que são ligados os plugs, ou seja, existe ainda em nós a maldade, ancestral dos tempos primitivos que nós ainda não nos libertamos, a saber que os dois maiores são o egoísmo e o orgulho. Mas, sabendo que tanto quanto nós, tanto quanto eles espiritos desencarnados que cometem o mal, não estão felizes e em paz na sua plenitude. E, então isso já não seria uma punição???

    Sexto>>> Já citei sobre as penitenciarias, no quarto texto. Você diz que é impossível Hitler ficar só, não sabe que os espíritos se comunicam através de pensamentos e ondas energéticas de maldade o atinge, esteja ele onde estiver, já que não tem moral suficiente para impedir que essas ondas energéticas o afete. Então, ele estando só mesmo assim irá sofrer, não só por causa dos pensamentos-energicos dos outros, mas por causa da sua consciência, que lhe pesará muito contra ele próprio.

    Sétimo>>> Iria colocar junto com o sexto essa parte, mas como chega a ser uma “BLASFÊMIA” de sua parte coloquei a parte nesse sétimo. Jesus não é Deus, cada um de nós tomamos nossas ações segundo as nossas ideias. Mesmo Jesus tem que tomar atitudes segundo as suas. Se assim parece meio confuso o que quero dizer, é o seguinte: um presidiário vai para a solitária na penitenciária, quer dizer então que ele não vai receber água e comida? E que ninguém de vez em quando não vai verificar se pelo ao menos ele está vivo? Então, o fato de ir para a solitária, ou “eterna” solidão, não quer dizer que não rebeba o mínimo para sobreviver? (“Solicitou uma audiência com Jesus Cristo, o Governador Espiritual da Terra, e pediu ao Cristo a possibilidade de guiar o espírito de Hitler para o Bem, o Amor e a Verdade”). Isso, não quer dizer Gandhi iria ou irá conviver com Hitler no planeta Plutão, não sabe que o espírito viaja mais rápido que o pensamento?Então, acredito que quando tiver um pequeno espasmo de mudança ou arrependimento Gandhi ou outro espírito da mesma elevação ou maior, estará lhe conferindo bons pensamentos, amor,para que ele possa mudar de postura, pois certamente está com os mesmo pensamentos de ódio. Quanto a Deus falhar já disse. Fazemos nossos atos, não misture alhos com bugalhos. O fato de Jesus conceder a Gandhi ou qualquer outro espírito de ajudar a Hitler não vai de encontro as leis de Deus. E perguntado a Jesus quantas vezes devemos perdoar o nosso irmão, Este respondeu 7 vezes 70 (não irei expor esses números aqui, apenas que estes números são cabalísticos e tem significados). Isso quer dizer que se nós sendos também devedores, oramos, pedimos misericordia, que diminua nossas ou atenue os nossos sofrimento. Onde está a refutação das leis de Deus em Jesus conceder a quem quer que seja, a ajuda a Hitler???

    Oitavo>>> (“era um espírito da estirpe de Jesus e que teria acesso ao mesmo?”) Onde foi que você tirou isso? Onde é que diz que Gandhi é do mesmo estirpe de Jesus? Apenas pediu uma concessão. Observe que nós não temos contatos com o Governador do estado onde moramos(exemplo apenas), mas pedimos uma audiência com o mesmo, ele vai verificar quem somos nós, o que fazemos, quais são as nossas ideias de antemão, e como nós vivemos e ainda assim será uma breve, mas esse fato de encontrar com o Governador não nos torna maiores nem melhores apenas o governador irá verificar a nossa petição segundo as nossas ideias e se somos capazes de ou é capaz de acatar a petição. Assim, Jesus não está isolado sem contato com aqueles que promovem e praticam o bem. Gandhi fez muito mas que um simples ato isolado numa região, ele evitou uma guerra entre dois paises que poderia extender para vários países e com seu exemplo beneficiou a muitos. Então, Gandhi não foi um espírito qualquer já tinha “bagagem” antes de reencarnar, aproveita e estuda um pouco sobre a vida de Gandhi e verá como ele influênciou mentes com a sua cultura da paz.

    Nono>>> (“Observem, precisará de muitas existências para expiar todos os assassínios de que foi causa!!”). Observe minuciosamente que fala sobre reencarnar várias vezes, no caso de Hitler e de muitos não tem a mínima condição de reencanar, poderia citar vários fatores aqui, como por exemplo, não teria mulher que suportaria o ódio de Hitler a energia, não se reencarna tão facilmente, mas não quero me pegar a isso. Quero dizer que mil anos seria para ele despertar e não para pagar, já que irá sofrer tudo que fez ou seja receber o que fez de bom e de mal.

    Observação 1 >>> Nem todas as desencarnações são iguais, cada um leva o seu tempo, uns mais ou menos. Cada um condizente com suas ações-pensamentos. Então no caso de Gandhi tem que ser levado em conta que não é um espírito qualquer. Em geral utilizamos esse tempo de recuperação energética levando em conta a população em geral. Não é baseado em espíritos superiores.

    Para terminar quero lhe parabenizar pelo que escreveu (“Vamos usar a fé racional para discernir entre o que pode ou não ser verdadeiro, não vamos acreditar em todos romances espíritas e muito menos em todos os espíritos. Elevemos sempre o padrão mental procurando evoluir mentalmente, intelectualmente e moralmente. Deixamos o atavismo cristão no passado a que pertence e vamos estudar”). Foi válido o que escreveu em parte, mas suas argumentação não está está “toda” estribada na razão-lógica-amor-de-Deus. Para refutar uma ideia de alguém temos que analisar se não estamos cometendo certa arbitrariedades que fogem a lógica e até ficar fora de contexto.

    A paz!

    • Douglas Rainho

      Meus argumentos se encontram no artigo e em vários outros posts.

  • Michel Rosa de Freitas

    Se e nossa mente que nos castiga então os psicopatas que sao pessoas sem sentimentos e remorsos não sofrem esses danos morais

    • Douglas Rainho

      Discordo disto.