Estudando o Livro dos Espíritos – Perguntas 8 e 9

estudando-kardecsEssa coluna tem a intenção de comentar sobre as questões abordadas no Livro dos Espíritos. Irei dar a minha interpretação, opinião e muitas vezes contestação sobre as questões feitas aos Espíritos por Kardec. Longe de mim ser a Verdade, a proposta é justamente incentivar aos leitores a fazer o mesmo e procurar exercitar o discernimento e raciocínio. Então se a minha opinião lhe parecer ácida demais, coloque a sua opinião nos comentários, assim criamos um grupo de estudos autônomo. Bons estudos a todos.

As perguntas, respostas e comentários de Kardec estão com indentação avançada.

Capítulo I – De Deus – Provas das Existência de Deus

8. Que se deve pensar da opinião dos que atribuem a formação primária a uma combinação fortuita da matéria, ou, por outra, ao acaso?

“Outro absurdo! Que homem de bom-senso pode considerar o acaso um ser inteligente? E, demais, que é o acaso? Nada.”

A harmonia existente no mecanismo do Universo patenteia combinações e desígnios determinados e, por isso mesmo, revela um poder inteligente. Atribuir a formação primária ao acaso é insensatez, pois que o acaso é cego e não pode produzir os efeitos que a inteligência produz. Um acaso inteligente já não seria acaso.

Atribuir que tudo é ao acaso é algo tão simples e despretensioso que acabou ganhando a mente de muitos que se perdem no raciocínio sobre uma Inteligência primária que conduziu toda a obra da Criação.

Como juntas todos os elementos para formação do planeta, a posição certa em relação a distância do Sol, a inclinação do mesmo, aos outros planetas do Sistema que desempenham funções protetivas, além da base da vida em uma pequena bola de matéria sólida?

Existe uma Inteligência Primária que conduziu todas as Leis que regem o Universo, e que não estão presas ao mistério inefável, mas são tão palpáveis quanto a matemática e a física, para isso precisamos apenas pesquisar e aprofundarmo-nos no assunto. Lembrando que dizer a um vivente do século 13 que nossa terra era redonda e que poderíamos conversar com outro ser a quilômetros de distância através de um equipamento sem fio, seria o mesmo que se autodenominar um bruxo nesta época.

Podemos provar? Talvez ainda não. Mas podemos refutar totalmente? Isso com certeza não!

9. Em que é que, na causa primária, se revela uma inteligência suprema e superior a todas as inteligências?

“Tendes um provérbio que diz: Pela obra se reconhece o autor. Pois bem! Vede a obra e procurai o autor. O orgulho é que gera a incredulidade. O homem orgulhoso nadaadmite acima de si. Por isso é que ele se denomina a si mesmo de espírito forte. Pobre ser, que um sopro de Deus pode abater!”

Do poder de uma inteligência se julga pelas suas obras. Não podendo nenhum ser humano criar o que a Natureza produz, a causa primária é, conseguintemente, uma inteligência superior à Humanidade. Quaisquer que sejam os prodígios que a inteligência humana tenha operado, ela própria tem uma causa e, quanto maior for o que opere, tanto maior há de ser a causa primária. Aquela inteligência superior é que é a causa primária de todas as coisas, seja qual for o nome que lhe dêem.

Como bem dizem os Espíritos pela obra sempre se reconhecem o autor.

Os cientistas procuram as causas da criação a todo momento, porém nunca encontraram realmente tudo aquilo que procuram. Possuem várias teorias mas nenhuma que possa ser comprovada. E pelo empirismo deveríamos saber que ao não se provar algo e não conseguir também negar algo, devemos deixar como inconclusivo.

A Criação, o Universo e todas as formas de vida estão aí para quem tem olhos de ver. Todas foram criadas por Deus, mas de forma que respeitassem a suas Leis, que a ciência começa só a compreender agora.

Quanto mais sabemos mais achamos que não precisamos da figura divina. Ninguém questiona as Leis da Física, mas quem haveria de ter escrito as mesmas? Precisamos encontrar a causa, mesmo que para isso, tenhamos que deixar o antropocentrismo de lado.

Perguntas anteriores: Clique aqui para ver o que já foi publicado.

Terapeuta Natural (Naturopata) e futuro Acupunturista, Idealizador do blog Perdido em Pensamentos e pretenso escritor. Geminiano com ascendente em Leão e lua em Touro, acredita que toda forma de estudo é importante. Médium umbandista e eterno questionador, tem interesses em temas como: Espiritualidade, Espiritismo, Umbanda, Magia e Terapias Naturais. É apaixonado pela cidade de São Paulo, onde tudo é possível. Colecionador de livros, principalmente sobre Umbanda (quanto mais antigo melhor).

Douglas Rainho

Terapeuta Natural (Naturopata) e futuro Acupunturista, Idealizador do blog Perdido em Pensamentos e pretenso escritor. Geminiano com ascendente em Leão e lua em Touro, acredita que toda forma de estudo é importante. Médium umbandista e eterno questionador, tem interesses em temas como: Espiritualidade, Espiritismo, Umbanda, Magia e Terapias Naturais. É apaixonado pela cidade de São Paulo, onde tudo é possível. Colecionador de livros, principalmente sobre Umbanda (quanto mais antigo melhor).

Você pode gostar...

  • Anônimo

    Divulgar faz nossos irmãos mais atualizados e dezenibidos