Perdido em Perguntas #8

Voltando mais uma vez com a coluna Perdido em Perguntas com alguns temas polêmicos, para variar.

Caso você tenha dúvidas e perguntas a serem feitas, lembre-se que podem enviar as mesmas por e-mail ou deixar no comentário desse tópico. Se não quiser se identificar pode deixar como anônimo. Todos os comentários são moderados para manter a privacidade de quem pergunta.

As respostas aqui dadas são opiniões pessoais e não refletem de forma alguma uma verdade absoluta, é apenas resultado do meu estudo e vivência mediúnica. Então se você por ventura ler algo e isso te incomodar, apenas descarte.

Alguns temas abordados: Magia na Umbanda, Sacrifício Animal, Interferência do Médium inconsciente, Umbandista é só o médium?

 01 – Existe magia na Umbanda?

Sim, a Umbanda é uma religião naturalmente magística. Todos os trabalhos, os pontos firmados, os pontos cantados, os pontos riscados, o uso de elementos, o trabalho com oferendas e tal, são práticas magísticas, ou de magia.

Magia é a habilidade de manipular as forças para moldar a realidade ao seu redor. Porém, isso não quer dizer que iremos nos meter em todas as pendências alheias e começar a ‘magiar’ todo mundo para serem como julgamos corretos. Só se utiliza da magia em casos de necessidade e sempre em prol de elevação moral e intelectual, e também para desfazer o malfeito.

02 – Os trabalhos de amarração são feitos na Umbanda?

Na Umbanda não. Como diz Alexandre Cumino: “Umbanda é religião, e por tal só pode praticar única e exclusivamente o bem.”

Quem sofre de amor ou uma decepção nesse sentido da vida, tende a achar que só pode ser feliz com determinada pessoa, e usa-se de todas as formas de conquistas e subterfúgios para conseguir seu intento. Amarração funciona? Sim, claro que funciona. Mas não é prática de Umbanda, pois interfere no livre-arbítrio e desrespeita a regra principal da religião.

Todos devem ser livres para poder escolher o que quer que seja em suas vidas, e isso também na vida amorosa. Os trabalhos de amor que vemos por aí são deturpações totalmente incoerentes das práticas de amor próprio. Você pode despertar a atenção, segundo conhecimento antigo, com canela no perfume, mas não está intentando a uma pessoa específica. Você está apenas aumentando sua presença magnética e aqueles que estão sintonizados e harmonizados em sua energia podem perceber mais facilmente isto.

03 – Eu preciso ser umbandista para frequentar um terreiro?

A Umbanda é uma religião aberta a todos, não necessariamente a umbandistas. Muitos confundem que umbandista é aquele que trabalha com a mediunidade. Não, isso é bem longe da realidade. Nos terreiros são aceitos todos os espíritos humanos, sejam encarnados ou desencarnados, seja de qual religião for, todos somos irmãos. Alguns são católicos, mas gostam de ir se benzer no terreiro. Não há mal algum nisso.

 04 – Existe a necessidade do sacrifício animal?

De forma alguma!

Na fundamentação da Umbanda no plano material, o Caboclo das 7 Encruzilhadas deixou claro que não seriam praticados atos de sacrifício animal ou corte animal. Não estou aqui para dizer se é certo ou errado o ritual do corte, só estou querendo dizer que esse tipo de ritualística não pertence aos fundamentos da Umbanda.

05 – Mesmo o médium inconsciente pode interferir nas comunicações espirituais?

Pode e faz isso constantemente. Mesmo o médium sendo inconsciente o espírito ainda se manifesta através de seu instrumento mediúnico e isso inclui os valores do médium, seus conhecimentos e também seus preconceitos e travas psicológicas. Então não se assuste com isso.

Não existem médiuns perfeitos ou poderosos, somos todos falhos.

Por isso mesmo que é de vital importância a evolução moral dos médiuns (na verdade de todo ser humano), pois precisamos afiar a ferramenta para que os guias tenham bons instrumentos para trabalhar.

Terapeuta Natural (Naturopata) e futuro Acupunturista, Idealizador do blog Perdido em Pensamentos e pretenso escritor. Geminiano com ascendente em Leão e lua em Touro, acredita que toda forma de estudo é importante. Médium umbandista e eterno questionador, tem interesses em temas como: Espiritualidade, Espiritismo, Umbanda, Magia e Terapias Naturais. É apaixonado pela cidade de São Paulo, onde tudo é possível. Colecionador de livros, principalmente sobre Umbanda (quanto mais antigo melhor).

Douglas Rainho

Terapeuta Natural (Naturopata) e futuro Acupunturista, Idealizador do blog Perdido em Pensamentos e pretenso escritor. Geminiano com ascendente em Leão e lua em Touro, acredita que toda forma de estudo é importante. Médium umbandista e eterno questionador, tem interesses em temas como: Espiritualidade, Espiritismo, Umbanda, Magia e Terapias Naturais. É apaixonado pela cidade de São Paulo, onde tudo é possível. Colecionador de livros, principalmente sobre Umbanda (quanto mais antigo melhor).

Você pode gostar...

  • Bernardo

    na pergunta de numero 4 você diz que o sacrifício de animais não pertence aos fundamentos da Umbanda. mas antigamente para se fazer um filho de santo era necessário a matança. isso seria um ritual de Nação? de umbanda antiga? ou algo ainda do candomblé?

    • Bernardo, o corte é feito pelo candomblé e por alguns cultos de nação (não todos) e ainda na umbanda omoloko (que é uma espécie de Umbanda misturada com elementos africanistas e o próprio candomblé), contudo não é a Umbanda tradicional, visto que quando fundamentada no plano terreno pelo Caboclo das 7 Encruzilhadas, este deixou claro que não seria aceito sacrifícios.

      Não se faz filho de santo na Umbanda, não existe raspagem de cabeça, camarinha e deitada para Orixá. Só nas umbandas cruzadas ou traçadas, que na verdade é a mistura de dois ou mais cultos, logo não é a Umbanda Tradicional.

  • Vitória Benevides

    Oi! é necessário o guia fumar em suas incorporações? a fumaça que serve para limpeza energética pode ser de outra origem que não o tabaco?… como usar ervas no cachimbo e no cigarro de palha? grata por responder!

    • Vitória, vou elaborar melhor posteriormente as respostas para a coluna, mas adianto o seguinte: O uso do fumo tem fundamento e em alguns casos é necessário sim. Porém não da forma como fazem geralmente. Pode-se usar outras ervas sim que não o tabaco.

      Acompanhe as publicações que em breve respondo de forma mais completa essas questões.

      Obrigado por acompanhar nosso blog.