Arruda, Alecrim e Guiné – O tradicional banho de ervas.

Na Umbanda é muito comum utilizar-se de banhos de ervas para os mais diversos fins, descarregos, propiciatórios, protetivos, entre outros. E o banho mais comum que encontramos sendo aconselhado nos terreiros é o de Arruda, Alecrim e Guiné, as vezes com algumas variações, adicionando-se rosas brancas e mais uma ou outra erva, mas seguindo sempre essa estrutura básica. Vamos abordar essas ervas e tentar montar um estudo sobre o poder de ação desse banho tão popular.

ALECRIM

“O alecrim (Rosmarinus officinalis) é um arbusto comum na região do Mediterrâneo ocorrendo dos 0 a 1500 m de altitude, preferencialmente em solos de origem calcária. Devido ao seu aroma característico, os romanos designavam-no como rosmarinus, que em latim significa orvalho do mar.” – Wikipédia
 
Segundo Adriano Camargo
 
“Ao alecrim é atribuído um caminho fantástico até sua chegada ao uso ritual brasileiro: incensou e embalsamou os reis egípcios; escondeu e protegeu nossa senhora e o menino Jesus na fuga para o Egito; foi queimado na Idade Média como profilático para que a peste não se alastrasse; ativou a memória dos gregos e simbolizou sua juventude; foi dissecado, estudado e pesquisado por médicos da antiguidade e da modernidade, entre dezenas de outros feitos considerados ao rosmarinus e que lhe consagram como uma das mais famosas ervas aromáticas.”
 
É usada também na culinária como tempero, muito cultuada na cozinha mediterrânea (tida como uma das mais saudáveis do mundo) tem um aroma agradável e duradouro. É usada também junto com vinagre e azeite de oliva. Usada principalmente na preparação de aves, caça, carne de porco e batatas. Também é usado com cordeiro e vitelo.
 
No conhecimento popular, é usada como estimulante para pessoas com febre e com tosse, e para casos de má digestão. Auxilia também, através do seu aroma, a concentração e o funcionamento da memória.
 
No uso ritual, é bem comum usá-lo em banhos e defumações. Tem propriedades equilibradoras e tranquilizadoras, é chamada de a erva da alegria. Ajuda a trazer clareza e iluminação em momentos conturbados e de tristeza. Tem a influência dos seguintes Orixás: Oxóssi, Oxalá, Oxum, Iemanjá e Ogum.

ARRUDA

“A arruda (Ruta graveolens) é uma planta da família das Rutáceas. Subarbusto muito cultivado nos jardins em todo o mundo, devido às suas folhas, fortemente aromáticas. Atinge até um metro de altura, apresentando haste lenhosa, ramificada desde a base. As folhas são alternas, pecioladas, carnudas, glaucas, compostas, de até 15 cm de comprimento. As flores são pequenas e amareladas. O fruto é capsular, de quatro ou cinco lobos, salientes e rugosos, abrindo-se superior e inteiramente em quatro ou cinco valvas.”
É uma das mais clássicas ervas ritualísticas, devido a seu forte cheiro é considerada naturalmente como um afastador de mau-olhado. O costume popular diz que devemos colocar um galho de arruda atrás da orelha para afastar as energias de inveja de nós. Também é muito utilizada pelas rezadeiras e benzedeiras.
Sua frequência vibratória é muito semelhante a do duplo-etérico do ser humano, então podendo ser associada para cortar laços energéticos negativos, assim como também desimpregnar larvas astrais e miasmas. Sua cor vibratória é um vermelho vivo e intenso.
Por ser uma erva com efeito emenagogo, é recomendado que seu uso seja externo, pois pode causar hemorragias e também possui efeitos abortivos. Seu uso em pó ou um forte chá (uso externo) também é recomendado contra piolhos. Neste caso faz-se a infusão com as folhas frescas ou secas da erva e depois lava a cabeça com esta.
Já na antiga Grécia era usada para afastar doenças contagiosas, e também era usada pela igreja primitiva para espargir água-benta nos fiéis.

No uso ritualístico tem um alto poder de limpeza, e é empregada em banhos e defumações. Tem em sua frequência energética as funções purificadoras e consumidoras. Sua vibração provém dos Orixás Xangô e Egunitá (Oro-Iná).

GUINÉ

“A Guiné ou Rabo de Gambá (Petiveria tetrandra) é um arbusto ou subarbusto de cerca de meio a um metro de altura, de ramos angulosos, sulcados-estriados, pubescentes ou quase glabros, subflexuosos, dilatados nos nós.” – Wikipédia

Erva mais que popular dentro dos cultos religiosos. Segundo Adriano Camargo: “Uma erva tão importante para o uso religioso que, na Umbanda, muitas falanges se formam usando seu nome como base, como caboclo guiné, preto velho pai guiné, etc. E aparece em centenas de pontos cantados na Umbanda e linhos entoados no Catimbó.”

Tem ação cortante, podendo dizer que tem até uma natureza metálica em sua assinatura energética. Por isso é tão temida pelas hostes do baixo astral. Tem uma ação profunda, cortando negativismos de locais e também de espíritos com emocional desequilibrado. É indicada para limpezas pesadas, para cortar demandas e negativismos, para cortar cordões energéticos negativos (usando como bate-folhas), para quebrar cascões energéticos, liberar infestações parasitárias astrais, perfurar as muralhas energéticas densas e também curar desequilíbrios. Ritualisticamente é empregada em banhos, bate-folhas, defumações e também usada em forma de pó para benzimentos e descarregos. Um bom uso da guiné é em escalda-pés, para aqueles dias difíceis onde parece que tudo acumulou sobre você. Tem a regência vibratória de Oxóssi e Ogum. 

Por ser tóxica em altas doses é recomendado apenas seu uso de forma externa. Em altas doses, caso ingerido, pode provocar hemorragias e abortos, até podendo segundo alguns causar loucura por uso contínuo. 

É também recomendada, pela medicina popular, contra picada de insetos e sarna. Neste caso coloca-se as folhas e galhos imersos em álcool, e deixe repousar por no mínimo 15 dias. Depois, caso ocorra alguma picada, passar o álcool c/ ervas em cima da picada ou no foco da sarna.

Vamos agora entender a natureza desse banho com as ervas combinadas, seguindo a metodologia explicada pelo Erveiro, onde existem Ervas Quentes, Ervas Mornas e Frias ou ainda Agressivas, Equilibradoras e Específicas.

Segundo esses estudos sabemos que em um banho de natureza de descarrego e limpeza, que seja de uso habitual, devemos colocar ao menos uma erva equilibradora ou morna, para quebrar um pouco a característica totalmente agressiva das outras ervas. Neste banho, é comum ser receitado para limpeza energética e para criar um campo de proteção em volta da pessoa. Então temos duas ervas Quentes ou Agressivas: Arruda e Guiné; e uma erva equilibradora: Alecrim.

A arruda entraria como um limpador, queimando e consumindo todas as cargas energéticas densas em volta do duplo da pessoa, pois pela sua natureza vibratória próxima da aura humana, é mais fácil de ‘entrar’ na mesma, retirando esses acúmulos negativos. A guiné viria em seguida, com seu efeito cortador, removendo todos os cordões energéticos negativos, e também retirando aquilo que a arruda não conseguiu atingir. A guiné também trabalha com sua propriedade curadora, ‘tapando’ os buracos deixados no duplo e nos corpos energéticos. E o alecrim vem para dar equilíbrio e harmonia a toda essa mistura e também como um energizador, já que a limpeza foi profunda.

Vejam só toda a ação que se tem com apenas três ervas simples que podem ser plantadas em vasinhos e deixadas em qualquer local, seja apartamento ou casa.

 Fonte de Pesquisa: Rituais com Ervas – Banhos, Defumações e Benzimentos – Adriano Camargo; Editora Livre Expressão. Compre o livro, vale todo o investimento.

 

Terapeuta Natural (Naturopata) e futuro Acupunturista, Idealizador do blog Perdido em Pensamentos e pretenso escritor. Geminiano com ascendente em Leão e lua em Touro, acredita que toda forma de estudo é importante. Médium umbandista e eterno questionador, tem interesses em temas como: Espiritualidade, Espiritismo, Umbanda, Magia e Terapias Naturais. É apaixonado pela cidade de São Paulo, onde tudo é possível. Colecionador de livros, principalmente sobre Umbanda (quanto mais antigo melhor).

Douglas Rainho

Terapeuta Natural (Naturopata) e futuro Acupunturista, Idealizador do blog Perdido em Pensamentos e pretenso escritor. Geminiano com ascendente em Leão e lua em Touro, acredita que toda forma de estudo é importante. Médium umbandista e eterno questionador, tem interesses em temas como: Espiritualidade, Espiritismo, Umbanda, Magia e Terapias Naturais. É apaixonado pela cidade de São Paulo, onde tudo é possível. Colecionador de livros, principalmente sobre Umbanda (quanto mais antigo melhor).

Você pode gostar...

  • Anonymous

    Em busca da qualidade aliada a quantidade agente tenta cultivar as diferentes ervas medicinais de forma organica, mas é sabido que a baixa qualidade desta esta aliada a qualidade climatica e do pouco processo conhecido de extracao destes principios ativos caros e raros. Por conta disto, buscamos parcerias transparentes com as muitas industrias nacionais, que precisam investir mais e melhor neste filao tao promissor da area rural, mas tao pouco entendido e com tantos conflitos rurais de posse de terra e outros que nao podem impedir o uso e o cultivo destes pequenos produtores rurais, quer sejam familiares ou nao. É preciso separar o “trigo do joio” e ter mais atencoes direcionadas e cooperadas dentro desta grande e potencial area rural, a producao artesanal de plantas medicinais para uso na terapia, de forma etica e mais justa. O potencial socio-economico destas ervas nos deixa inquietos,diante da grande miseria rural brasileira. Por tanto, é preciso cooperar com industrias nacionais preocupadas com a qualidade da saude do ambiente.

  • Pode fazer o banho só com o alecrim e a arruda?

    • Certamente Tamara. Porém ele não terá a mesma função do tradicional Arruda, Alecrim e Guiné. A Arruda ajudará a limpar o seu campo energético, queimando as larvas, miasmas e cordões energéticos e o Alecrim irá lhe inspirar confiança, alegria e vibrações positivas. Mas faltará a proteção da guiné!

  • Cristiane

    Existe dia e hora certa para fazer o banho com essas ervas?

  • Cris

    Pode usar folha seca de alecrim pois onde moro é muito dificil encpntrar?Obrigada!

  • Alex

    Gostaria de saber, se posso tomar esse banho 3 dias seguidos? Obrigado

    • Poder até pode, mas não há necessidade disso a não ser que você trabalhe em um ambiente muito temerário como hospitais e necrotérios. O banho tem uma sobrevida energética de 7 dias aproximadamente.

  • Alex

    Obrigado Douglas… Abraços e fique bem

  • Cristiano

    Banho só de Guiné. Pode ser tomado ou precisa mistura com outras ervas ?

    • Pode ser tomado só, mas sempre recomendo colocar uma outra erva menos agressiva junto, tais como: alecrim, alfazema, hortelã, manjericão, rosas brancas, jasmim, camomila, erva-doce, erva-cidreira, etc.

  • Sol

    Bom dia, por favor que erva devo usar para fazer aquele álcool que passamos nas mãos quando vamos tomar passe e qual o nome dado a este álcool.

    • Normalmente é alfazema que se usa, chama-se perfume de alfazema.

  • Alexandre

    Pode se fazer o banho com todas as ervas juntas ou faz se com elas em separado?

  • Larissa

    Posso tomar o banho com Guiné e sal grosso ? Somente esses dois ?

    • Não é recomendado tomar banho de sal grosso frequentemente. Se você quiser tomar um banho de sal grosso, faça isso separadamente e depois tome um só de guiné.
      O Sal grosso só é recomendado para limpezas pesadas e profundas.

  • ola. preciso tomar banho de arruda, alecrim e guiné. como eu faço?? fervo as ervas?

    • Não, nunca se ferve as ervas, faz-se o infuso.

      Leve água ao fogo até começar a levantar fervura, desligue o fogo e despeje essa água por sobre as ervas.
      Abafe por volta de 15 minutos e depois pode temperar a água com água mais fria para ficar em temperatura agradável para o banho.

      • silvio

        Bom dia Douglas, o banho de arruda, alecrim e guiné pode ser tomado por 3 dias seguidos?

        • Douglas Rainho

          Pode se houver motivo para isso.

          O ideal é ter um intervalo de 1 dia entre cada banho.

  • Andrea Bombom

    Ola
    Esse banho vai me ajuda a ter mais firmeza de cabeça na hora dos trabalhos. Ou é só um banho para descarregaras energias negativas???

    • Douglas Rainho

      Olá Andrea, é um banho para descarga e preparo para o dia de trabalho de forma genética. Para ter mais firmeza (se você já é médium) recomendo o banho de Artemísia + Erva de Santa Maria.

  • Andrea Bombom

    Ola
    Esse banho vai me ajuda a ter mais firmeza de cabeça na hora dos trabalhos. Ou é só um banho para descarregaras energias negativas???

  • Paulo Rodrigues

    Nunca esqueça de passar para os leitores os banhos que podem ser despejados da cabeça e os que só podem do pescoço para baixo. Arruda e Guiné são ervas que não podem colocar na cabeça de jeito nenhum. Já o Alecrim pode a vontade. Nunca esqueça isso!! Banhos que não podem colocar na cabeça e a pessoa coloca por falta de informação, atrapalha e muito a vida das pessoas. Atenção! Axé irmãos!

    • Douglas Rainho

      Isso varia muito da filosofia empregada. Não há qualquer problema, dentro da que eu sigo, de usar essas ervas na cabeça.

      • Paulo Rodrigues

        Vai por mim…não se coloca erva quente na cabeça. Sua vida pode andar pra trás. Mas se quer usar sua filosofia de que pode, segura o pepino depois. Estou falando para o bem de todos que ler. Estudo a 8 anos sobre ervas e banhos, sou de Oxóssi e já fiz muito banho para a casa de santo inteira que eu frequentava, tenho mão de erva e cura. Estou dando conselho de amigo, segue quem quiser. Fique bem. Abraço

        • Douglas Rainho

          Obrigado pela sua colaboração,mas cada um tem sua convicção.

          Mas para você é assim. Para mim não tem fundamento algum, pois prático Umbanda, pautado em estudos da minha área de formação.

          Continuo falando que não há problemas.

          Mas obrigado pela sua colaboração de qualquer forma.

          Ps. E eu por regra não vou pela de ninguém, a não ser que tenha lógica, coerência e estudos aprofundados na mesma.

          Opiniões pessoas só gerar preconceitos, mitos e medo. Assim como ocorre com quem busca as informações aqui. Irão ver seu comentário (que eu aprovo todos mesmo) e se sentirão inseguros é até temerosos, quando não arrependidos.

          Deve-se ter mais responsabilidade ao falar algo, se cercando de tantos títulos e “autoridades”.

          • Paulo Rodrigues

            Estou falando com base nos estudos. E já que você fala que estuda, porque não pesquisa sobre banhos que vão na cabeça e os que não vão? Pesquisa que você vai achar. E espero que leiam mesmo os comentários, assim cada um faz o que achar certo. Ou a sua teoria, que não concordo nem um pouco, em colocar erva quente na cabeça, ou a minha, em separar as ervas quentes das frias e jogar na cabeça só as frias.
            Pesquisa sobre isso que vai achar inúmeras coisas. VOCÊ não vê problema nisso, mas tem. Tem pessoas com orixá que não aceita certas ervas, principalmente na cabeça.
            Se informe melhor. Até

          • Douglas Rainho

            Ok, obrigado pela indicações.

    • emanuella

      manjericão e hortelã e arroeira pode da cabeça aos pes

      • Douglas Rainho

        A Aroeira deve ser evitada.

    • Hercilia Domingues

      Olá..Tem os dias específicos dá semana para se tomar o banho?

      • Douglas Rainho

        Não, pode ser qualquer dia.

  • HENRIQUE GOMES

    Devo colocar as ervas inteiras ou devo pica-las? Vi em um outro site esse banho só q ao invés do alecrim, se coloca espada de DSao Jorge, ela que eu queria saber se pode picar ou coloca inteira na água?

    • Douglas Rainho

      Pode picar as ervas, mas não tem necessidade… só se for para caber no recipiente.
      Não recomendo banho de Espada de São Jorge.

  • HENRIQUE GOMES

    O banho de sal grosso deve ser após o banho comum de chuveiro e em seguida tomo o de ervas ja direto ou devo esperar secar?

    • Douglas Rainho

      Isso mesmo, banho de higiene, depois de sal grosso e então de ervas.

  • vanda

    ola…me foi recomendado um banho de guine, arruda , dente de alho e sal grosso (em numero de 3 de cada ingrediente) alecrim opcional…mas fervendo tudo junto…as quartas e sextas..lavando o rosto (sem molhar a cabeça)
    Pelo post e comentarios…fikei c/ algumas dúvidas:
    1-qual a função do dente de alho?
    2-se geralmente dura 7 dias…pq 2x na semana?
    3-devo realmente passar no rosto (ja q faz parte da cabeça)
    Agradeceria enormemente a ajuda de algum estudioso.(teoricamente sou de Oxum/Oxossi, esse último de frente)

    • Douglas Rainho

      Olá Vanda,

      O alho é uma erva muito forte para ser usada com tanta frequência, a não ser que você esteja muito carregada e precisando disto ou trabalhe em locais muito pesados.
      Acredito que a melhor pessoa para te informar é a entidade que te recomendou. Eu não indicaria um banho desses salvo a exceção acima.

  • Janaina Hedler

    Posso tomar banho somente com guiné e alecrim? E depois do banho posso usar qualquer coloração de roupa ou preciso usar roupas claras?

    • Douglas Rainho

      Pode sim, sem problemas.
      Pode colocar qualquer roupa depois.