Deuses Gregos – Hades

Hades significa “invisível”. Durante a guerra contra os titãs Hades recebeu dos Ciclopes um elmo de escuridão, que o tonaria invisível a todos. Com ele, Hades esgueirava por entre os Titãs e destruía todas suas armas. Depois da divisão do mundo entre os Deuses, Hades ficou com o submundo, ou mundo inferior, porém ele ainda é conhecido como o deus das riquezas ocultas, por reinar abaixo da terra onde se encontram os minérios e as pedras preciosas. Hades raramente visitava o mundo superior, fazendo-o só quando a procura de uma consorte. Em uma dessas incursões Hades apaixonou-se por Perséfone, filha de Deméter. Essa lenda traz a explicação helênica para a existência das estações do ano. Onde Perséfone, após interferência de Zeus, viveria 6 meses no submundo e seis meses no mundo superior. Hades também se apaixonou por uma ninfa do rio Cócito chamada Minta. Perséfone, com ciúmes, em sua raiva pisoteou Minta até reduzi-la a pó, e então Hades a transformou na hortelã, outras lendas contam que Hades a transformou nesta planta para protegê-la do ciúme e da raiva de Perséfone. Hades é o deus do submundo, o mundo inferior e dos mortos.

É um deus que se confunde com seu domínio, por muitas vezes chamam o mundo inferior de Hades, o mesmo nome do deus.  Homero citava Hades como o deus mais odiado pelos mortais, justamente pelo seu domínio sobre o mundo dos mortos, porém o deus responsável pela morte chama-se Tanatos. Era um deus tão temido que seu nome era pronunciado raramente. Muitos helênicos acreditavam que ao chamá-lo estariam atraindo-lhe a coléra. Então usavam outros nomes para designar o Deus, chamando-o de Pluto ou Pluton, que quer dizer Rico.

Seus templos mais importantes ficavam em Atenas, Olímpia, Élida e Pilos. Eram a ele oferendados o narciso, o cipreste e o buxo. Eram comuns alguns sacrifícios de touros e cabras negros, sempre no período noturno, pois o deus teria aversão à luz.

No mundo inferior, quem manda é Hades, e só ele pode permitir uma alma voltar ao mundo dos vivos. Por isso que ninguém volta do mundo dos mortos, pois Hades é muito cuidadoso com seus domínios. Colocou até o cão de três cabeças, Cerberus para tomar conta da entrada do submundo. Psicologicamente é o medo manifesto do ser humano em morrer, e também por ser influenciado por algo invisível, por contraparte também é a representação da riqueza, que muitas vezes tem que ser construída através de sacrifícios.

Terapeuta Natural (Naturopata) e futuro Acupunturista, Idealizador do blog Perdido em Pensamentos e pretenso escritor. Geminiano com ascendente em Leão e lua em Touro, acredita que toda forma de estudo é importante. Médium umbandista e eterno questionador, tem interesses em temas como: Espiritualidade, Espiritismo, Umbanda, Magia e Terapias Naturais. É apaixonado pela cidade de São Paulo, onde tudo é possível. Colecionador de livros, principalmente sobre Umbanda (quanto mais antigo melhor).

Douglas Rainho

Terapeuta Natural (Naturopata) e futuro Acupunturista, Idealizador do blog Perdido em Pensamentos e pretenso escritor. Geminiano com ascendente em Leão e lua em Touro, acredita que toda forma de estudo é importante. Médium umbandista e eterno questionador, tem interesses em temas como: Espiritualidade, Espiritismo, Umbanda, Magia e Terapias Naturais. É apaixonado pela cidade de São Paulo, onde tudo é possível. Colecionador de livros, principalmente sobre Umbanda (quanto mais antigo melhor).

Você pode gostar...